Mulan deve ter estreia adiada na China por causa do coronavírus

Com cerca de 70 mil salas fechadas, país asiático não deve lançar o filme junto da estreia mundial, prevista para 27 de março

atualizado 28/02/2020 13:11

Atriz do filme Mulan com espada na mão e cabelos ao vento, maravilhosaDisney/Divulgação

O live-action de Mulan, pode ter estreia adiada na China por causa do avanço do coronavírus na região. Segundo a The Hollywood Reporter, cerca de 70 mil salas de cinemas foram fechadas, que pode fazer  o longa da Disney seguir os passos de Dolittle e Jojo Rabbit, também cancelados.

De acordo com informações da agência ATP, a epidemia já causou quase 3 mil vítimas desde que o surto começou em Wuhan, na China. Excluindo Hong Kong e Macau, que não fazem parte da China Continental, os números de infectados chegam a 78.248 casos. 

Protagonista do longa, a atriz chinesa Liu Yifei, nasceu em Wuhan, epicentro do coronavírus, mas atualmente mora em Pequim. Em entrevista ao Hollywood Reporter, a atriz disse que “é realmente pesado” pensar que o lançamento mundial não ocorra no dia 27 de março. 

“As pessoas estão fazendo a coisa certa. Estão sendo cuidadosas consigo mesmas e com os outros. Estou realmente emocionada ao ver como elas não saem há semanas. Estou esperando um milagre e que isso termine em breve”, completou a atriz. 

Segundo a publicação, Yifei foi escolhida entre 1 mil participantes para interpretar a guerreira Mulan. Ela contou ao site, que chegou a Los Angeles antes da doença ser considerada uma ameaça e que não tem parentes ou amigos que foram infectados com o coronavírus

Últimas notícias