A Vida Invisível, de Karim Aïnouz, representará o Brasil no Oscar 2020

Em coletiva na Cinemateca Brasileira, longa anunciado será candidato à vaga entre cinco indicados de melhor filme estrangeiro da premiação

Festival de Cannes/DivulgaçãoFestival de Cannes/Divulgação

atualizado 27/08/2019 15:14

O filme A Vida Invisível, de Karim Aïnouz, vai concorrer à vaga entre os cinco indicados de melhor filme estrangeiro no Oscar 2020. O anúncio foi feito pela Academia Brasileira de Cinema nesta terça (27/08/2019), durante coletiva de imprensa na Cinemateca Brasileira. Votaram Anna Muylaert, Amir Labaki, Sara Silveira, David Shurmann, Ilda Santiago, Mikael de Albuquerque, Vania Catani, Walter Carvalho e Zelito Viana.

Outras 11 produções participaram da seleção: A Última Abolição, de Alice Gomes; A Voz do Silêncio, de André Ristum; Bacurau, de Kleber Mendonça Filho; Bio, de Carlos Gerbase; Chorar de Rir, de Toniko Melo; Espero tua (Re)volta, de Eliza Capai; Humberto Mauro, de André Di Mauro; Legalidade, de Zeca Brito; Los Silencios, de Beatriz Seigner; Simonal, de Leonardo Domingues; e Sócrates, de Alex Moratto.

No filme de Aïnouz, Eurídice é uma jovem talentosa, mas bastante introvertida. Guida é sua irmã mais velha, e o oposto de seu temperamento em relação ao convívio social. Ambas vivem em um rígido regime patriarcal, o que faz com que trilhem caminhos distintos: Guida decide fugir de casa com o namorado, enquanto Eurídice se esforça para se tornar uma musicista, ao mesmo tempo que precisa lidar com as responsabilidades da vida adulta e de um casamento sem amor.

Últimas notícias