A vida após o BBB20: como ex-participantes ganharam projeção no novo normal

Da campeã Thelma Assis a personagens polêmicos como Guilherme e Victor Hugo. Entrevistamos os ex-BBBs para saber como estão fora da casa

atualizado 23/08/2020 12:12

Elenco BBB20TV Globo/Reprodução

O Big Brother Brasil 20 se consagrou como uma das edições mais bem-sucedidas do reality global. Com a presença de celebridades da TV e internet, o programa bateu recordes de audiência, engajamento nas redes sociais e de votação em noites de Paredão. Sejam famosos ou anônimos, todos os participantes saíram ganhando com a alta repercussão da atração.

Quatro meses após o fim do BBB20, muitos dos competidores têm conseguido manter a fama e colher os frutos positivos da disputa. Nem mesmo a pandemia da Covid-19 paralisou os planos pós-confinamento da turma de 2020. Da campeã Thelma Assis a personagens polêmicos como Guilherme Napolitano, Flayslane e Victor Hugo. O Metrópoles entrevistou e apurou como está a vida dos ex-BBBs fora da “casa mais vigiada do Brasil”.

Thelma Assis

Para Thelma Assis, campeã do BBB20, o reality show não poderia ter tido um final mais glorioso. A médica, que venceu a disputa por popularidade contra duas famosas influencers, Manu Gavassi e Rafa Kalimann, levou um susto quando descobriu o tamanho do alcance da sua voz. “Fiquei chocada! Não tinha noção da repercussão que estava tendo aqui fora”, afirma a vencedora, agora com mais de seis milhões de seguidores apenas no Instagram.

Atualmente, Thelma apresenta um quadro no programa É De Casa, da TV Globo, onde entrevista profissionais da área da saúde que estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus. Além disso, a médica tem se dedicado aos contratos de publicidade frutos do novo papel de comunicadora e influenciadora.

“Acho importante usar desse lugar de fala que me foi concedido para poder abordar temáticas importantes não só acerca da medicina, mas também sobre representatividade, feminismo e luta antirracista, para poder inspirar e incentivar outras pessoas. Eu já tinha essas atitudes aqui fora, o que mudou é que hoje minha voz alcança milhões de pessoas”, explica Thelma, que também pretende retornar em breve à carreira de anestesiologista. “Quero conciliar as duas profissões e continuar levando minha voz e poder levar conhecimento para as pessoas”, completa.

Junto com a fama, vem os haters, mas Thelma diz que lidar com os discursos de ódio não é uma novidade. “Durante toda a minha vida tive que aprender a lidar com o preconceito em suas mais variadas formas. Mas, percebo que os ataques vêm com mais força pelas redes sociais, pois as pessoas pensam que a internet é uma terra sem leis e não é bem assim que funciona. Os ataques não me abalam, mas sei que não é assim com todo mundo. Precisamos aprender a ter mais empatia com o próximo e continuar falando sobre o racismo, para mostrar o quanto isso é errado. Racismo é crime e sempre o tratarei como tal”, salienta.

Manu Gavassi

Medalha de bronze no Big Brother Brasil, Manu Gavassi lançou, nessa sexta-feira (21/8), o seu primeiro projeto pós-confinamento. Em parceria com Gloria Groove, Deve Ser Horrível Dormir Sem Mim é um curta-metragem associado ao clipe. Ao longo do vídeo há várias ironias ao período do BBB20.  participação de Chay Suede que, durante o BBB20, foi apontado pelo público como o “namorado abusivo” de Manu Gavassi. A cantora também brincou com aqueles que a chamam de estrela.

Manu Gavassi também se prepara para estrelar o elenco da série teen Condom Ladies, nova produção da Netflix. A ex-BBB trocou uma participação na novela Salve-se Quem Puder, de Daniel Ortiz, por um papel mais robusto na nova produção da gigante do streaming. A atriz não confirmou a informação oficialmente, mas de acordo com a colunista Fábia Oliveira, o roteiro é de autoria de Natália Klein. A princípio, a previsão do início das gravações é para setembro deste ano, mas a data pode ser alterada por conta da pandemia da Covid-19.

Flayslane

A ex-BBB Flayslane lançou, na última sexta-feira (14/8), a primeira aposta de hit da carreira solo, Saudades, Né Minha Filha?. A música, que mistura estilos como o sertanejo universitário e o brega-funk, foi gravada em parceria com Jerry Smith. Composição assinada pela própria Flay, a música fala com bom humor do isolamento social e da vontade que as pessoas estão de levar a vida normalmente, como antes da pandemia da Covid-19. “Eu tô solteira e não estou pegando nada”, brinca a cantora.

Em entrevista coletiva, Flayslane comenta estar orgulhosa de ter chegado onde chegou, tão rápido, mesmo sem o apoio de empresários, gravadoras e patrocinadores. “Quanto mais falam que eu não vou chegar lá, mais me desafiam. Em 2021 eu estreio minha carreira na América Latina”, promete a ex-BBB.

Ao Metrópoles, Flay diz não guardar nenhuma mágoa dos parceiros de confinamento e ter levados muitos amigos da experiência para a vida, entre eles, a digital influencer e empresária Bianca Andrade, a Boca Rosa, que inclusive participa do videoclipe de Saudades, Né Minha Filha?, que já ultrapassa 5 milhões de acessos no YouTube.

Rafa Kalimann

Rafa Kalimann é uma das participantes que mais ganhou com a participação no BBB20, promessa de “nova Grazi Massafera”, da TV Globo, a digital influencer está faturando alto com publicidade em suas redes sociais. Em julho, Rafa estreou como apresentadora em um programa no IGTV ao lado do sertanejo Belutti.

Com quase 17 milhões de seguidores, a mineira abriu recentemente um escritório em São Paulo para gerenciar os novos projetos da carreira. Entre eles, o novíssimo canal no YouTube, no qual mostra detalhes da rotina.

Babu Santana

O ator Babu Santana também saiu com a imagem fortalecida do programa Global. Além de integrar o elenco da segunda fase da novela Salve-se Quem Puder, o artista acaba de estrear uma série no site do Gshow. Com quatro episódios, Em Casa com Babu vai trazer muita conversa, histórias e debates sobre temas importantes para o artista.

Babu aproveitou os mais de 7 milhões de fãs nas redes sociais e estreou o seu próprio canal no YouTube. Na página o artista entrevista personalidades do movimento negro para tratar sobre temas como o racismo estrutural e a desigualdade social. Além, claro, de mostrar detalhes da intimidade com seus fãs.

Guilherme Napolitano

Guilherme Napolitano também viveu intensamente o BBB20 e protagonizou cenas que geraram intenso debate na internet como o controverso relacionamento com a cantora Gabi Martins e a rivalidade com Pyong Lee. O modelo e o jornalista diz ter sido difícil digerir tudo o que viveu dentro do reality. “No começo eu não aceitava ter sido eliminado, mas depois de um mês enxerguei que o melhor foi eu ter saído naquele momento”, acredita. Apesar disso, ele garante que não restou nenhuma mágoa. “O que ficou de ruim, ficou lá dentro, aqui fora estou aberto para estar bem com todos assim como sou com a Flay, Prior, Gabi, Chumbo, Babu e Victor Hugo, e quem mais quiser”, considera Guilherme.

Devido ao isolamento social, o ex-BBB teve de adiar desfiles, campanhas e eventos. “Infelizmente tudo foi diferente, para todo mundo. Esperava viajar bastante e com muito trabalho”. Enquanto não pode sair de casa, o paulistano tem se dedicado aos estudos para atuar na TV. “Seja como jornalista, que é a minha formação, ou até mesmo como ator, que é algo que me desperta muito interesse. Pretendo aproveitar os ensaios como modelo, e, claro, os frutos das redes sociais”,diz Guilherme.

Com mais de R$ 2 milhões de seguidores, Guilherme garante que deixou de se importar com os haters. “Antes de entrar no reality, sabia que umas pessoas iriam gostar de mim e outras não. Mas o choque de realidade é enorme. O mais complicado era aceitar julgamentos injustos e as ameaças. Depois de um tempo, aprendi que as pessoas querem disseminar ódio de graça. Eu tenho dó delas, hoje não me atingem mais”, pondera.

Victor Hugo

Depois de uma passagem recheada de polêmicas no Big Brother Brasil 20, Victor Hugo Teixeira encontrou na música uma maneira de seguir em frente. O Ex-BBB acaba de lançar seu primeiro single. A faixa, intitulada Pode Me Chamar de Amigo, é autoral, e, segundo ele, começou a ser escrita antes do reality show e não tem nada a ver com  a paixonite por Guilherme Napolitano. A canção foi produzida por Adelan Mão de Ouro.

Não fosse a pandemia e a necessidade de distanciamento, o roteirista formado em psicologia acredita que estaria com a agenda cheia de eventos. “Iria iniciar a gravação da minha série que eu estava em pré-produção antes de entrar na casa, sair bastante para conhecer novos lugares e pessoas…e foi tudo diferente. Nada disso aconteceu”, pondera. Enquanto isso, Victor aproveita para compor novas músicas para lançar em breve.

Marcela Mc Gowan

Mesmo antes de entrar no BBB20, a médica Marcela Mc Gowan já mantinha o projeto intitulado O Prazer é Todo Meu. Agora, a obstetra aproveitou os mais de 5,7 milhões de seguidores conquistados após a sua participação no reality, para dar ainda mais amplitude a assuntos como sexualidade, saúde da mulher e saúde lgbttqia+, entre outros.

Últimas notícias