Zoológico de Brasília faz “chá revelação” para filhote de macaco

O animalzinho já tem duas opções de nome: Tutu (macho) e Tuca (fêmea). O evento ocorrerá neste sábado (13/07/2019)

atualizado 12/07/2019 18:33

Ivan Mattos/Zoológico de Brasília

O Zoológico de Brasília fará, às 9h deste sábado (13/07/2019), um “chá revelação” para divulgar o sexo de um filhote de bugio-ruivo. O “bebê” de Riquinha e Chokito nasceu no dia 22 de maio, mas não foi possível fazer um exame físico preciso para detectar se é macho ou fêmea. O animalzinho já tem as duas opções para nome: Tutu ou Tuca.

Para a revelação, no Micário do Zoo, uma caixa será colocada no ambiente com pinhatas azuis ou rosa, a depender do gênero informado pelo exame. Quem quiser acompanhar o evento vai aprender sobre as peculiaridades da espécie e os cuidados que as mães bugios tomam com os filhos, que vivem agarrados aos pelos nos primeiros meses de vida.

Esse é o primeiro filhote do casal de bugios – também chamados de guaribas em algumas regiões do país. Chokito e Riquinha chegaram ao zoológico, em 2010, com 10 meses de idade. Órfãos de pai e mãe e sem bando, os dois primatas foram encontrados no Acre e considerados inaptos para o retorno ao ambiente natural.

0
Conheça a espécie

Segundo informações do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) sobre os bugios-ruivos, esses animais vivem em grupos de três a oito indivíduos, pesam entre 4 kg e 7 kg, e têm hábitos arborícolas. O macho adulto – maior e mais pesado – é quem comanda o grupo.

Uma das singularidades pela qual o bugio-ruivo é conhecido é o seu ronco, que pode ser ouvido a quilômetros de distância. Esse som é usado para a comunicação dentro do grupo e defesa de território.

Últimas notícias