Voluntárias fazem campanha para ajudar Centro de Zoonoses do DF. Entenda

Defensoras de animais buscam doações e apoio para unidade receber reformas e ter a legislação atualizada para melhor atender os bichos

atualizado 06/10/2021 16:40

CachorroMaterial cedido ao Metrópoles

Defensores de animais começaram uma campanha de apoio ao Centro de Zoonoses do Distrito Federal. Depois de recuperarem o acesso à unidade para ajudar animais abandonados, voluntárias buscam apoio e doações para a unidade receber reformas com o intuito de melhor acomodação de cães e gatos.

“Agradecemos a direção da Zoonoses que nos ouviu. Queremos ajudar na melhoria da infraestrutura, para o centro deixar de ser um lugar insalubre, triste e ruim e ficar bem cuidado. A legislação também está defasada e precisa ser atualizada”, revelou Eliana de Farias, coordenadora do Projeto Amigos da Zoonoses.

Eliana contou que o espaço que abriga os gatinhos sofre por ser uma estrutura improvisada, dificultando a limpeza do local e o manejo dos gatos mais ariscos. A área de isolamento também precisa de melhores instalações. Nela animais com doenças incuráveis ou extremamente violentos aguardam por uma possível eutanásia.

“O canil foi reformado há pouco tempo. Mas ainda existe uma ideia de fazer um solário, para os cães praticarem exercícios e terem banho de sol”, explicou Eliana. Segundo Eliana, a ideia do grupo é ajudar a direção do Centro de Zoonoses, conforme as necessidades dos animais.

“A Zoonoses não tem centro cirúrgico. Estamos buscando parceria com a Universidade de Brasília (UnB) e o Hospital Público Veterinário para fazer a castração, por exemplo”, contou Eliana. Além da infraestrutura, o grupo também busca apoio para a atualização da legislação do centro.

Legislação

Segundo as voluntárias, a legislação da Zoonoses é de 1998 e não contempla a oferta de cuidados médicos veterinários no local. Também não há clareza sobre o tempo de permanência dos animais. Teoricamente, o período máximo de internação seria de 30 dias. Mas há casos de estadias com mais de um ano. O DF não tem um canil municipal.

Elas retomaram os trabalhos na Zoonoses já nesta semana.  “Voltamos sem nenhum tipo de barreira, constrangimento ou dificuldade”, comemorou Eliana. Todas as ações dependem do aval da direção do centro, isso inclui eventuais transferências de animais doentes para tratamento veterinário.

As voluntárias também recuperaram a possibilidade de fazer doações de rações e medicamentos para a Zoonoses.

Serviço:

Quem quiser apoiar as voluntárias a ajudar a Zoonoses, pode entrar em contato com o Projeto Amigos da Zoonoses pelo Instagram, Facebook ou e-mail [email protected]

Últimas notícias