Vídeos. Chuva forte causa deslizamento, alaga hospital e vias do DF

A região de Sobradinho foi a mais afetada pelo temporal de quarta-feira (10/4). No Morro do Sansão, moradores estão em alerta

Corpo de Bombeiros/DivulgaçãoCorpo de Bombeiros/Divulgação

atualizado 11/04/2019 13:06

A chuva forte que atingiu o Distrito Federal nessa quarta-feira (10/4) alagou ruas, tesourinhas, condomínios, o Hospital Regional de Sobradinho (HRS) e provocou o deslizamento de terra no Morro do Sansão, em Sobradinho II. Na manhã desta quinta (11), o Corpo de Bombeiros encaminhou uma equipe para a região.

De acordo com uma moradora do Morro do Sansão, após as chuvas intensas da noite de quarta, uma forte enxurrada tomou conta do local. Em seguida, a terra veio abaixo, encobrindo um córrego. Não há vítimas. Mas a Defesa Civil alertou os moradores a respeito dos riscos e dos procedimentos a serem adotados caso os temporais continuem.

De acordo com o último levantamento da Defesa Civil, existem pelo menos 41 áreas de risco em 19 regiões administrativas do DF, em um total de 5.367 residências vulneráveis. Devido à chuva de quarta, o Corpo de Bombeiros foi acionado para diversas ocorrências.

Os meteorologistas registraram 57 mm de precipitações. Para esta quinta (11), a previsão é a de mais chuva ao longo do dia.

Uma das regiões mais afetadas foi a de Sobradinho. A pediatria e a recepção do HRS ficaram parcialmente interditadas devido ao grande acúmulo de água. Segundo informações do CBMDF, a chuva que caiu no telhado da unidade de saúde acabou escoando para dentro do prédio.

Pacientes relataram diversos transtornos, mas ninguém ficou ferido. A Defesa Civil também foi acionada para avaliar a estrutura.

Nos condomínios Jardim Europa 1 e 2, Grande Colorado, e no Setor de Mansões da região administrativa, as ruas também foram tomadas pela água e houve registro de inundação.

Veja imagens registradas no HRS e nas ruas de Sobradinho:

 

A chuva forte causou prejuízo em outros pontos da cidade. Motoristas ficaram ilhados no viaduto do Condomínio Império dos Nobres e dois veículos chegaram a boiar no local. Condutores também relataram dificuldades para atravessar algumas tesourinhas do Plano Piloto e trechos da L2 Sul. No Pistão Sul, a enxurrada chegou a cobrir os pneus dos carros.

O temporal desta quarta fez o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitir um aviso meteorológico amarelo, de chuvas intensas e perigo potencial. Os meteorologistas explicaram que as precipitações são resultado de uma instabilidade provocada por temperaturas elevadas e uma convergência de umidade da região amazônica.

Prejuízos
Na semana passada, a chuva forte alagou ruas, escolas e um condomínio em Samambaia. Duas unidades de ensino suspenderam as aulas por causa dos estragos provocados pelo temporal. O secretário de Educação, Rafael Parente, foi à região administrativa pela manhã.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), o Residencial Via Tropical, localizado na Quadra 301 de Samambaia, teve de interromper a operação dos nove elevadores do prédio após os fossos serem completamente tomados pela água. Os mais de 300 moradores ficaram ilhados em seus imóveis.

Os militares atuaram no endereço com duas viaturas e nove profissionais, que utilizaram bombas elétricas submersas para a retirada de toda a água de chuva do local. Ninguém se feriu.

Em outros pontos da região, a enxurrada invadiu escolas e creches. No Posto de Saúde 4, a chuva alagou o estacionamento. Os carros ficaram com as rodas encobertas até a metade.

Últimas notícias