Inmet emite alerta para chuva e ventos intensos no DF

Nesta quarta-feira (10/4), vias ficaram alagadas após temporal em algumas áreas do Distrito Federal

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 10/04/2019 22:21

O temporal que castiga alguns cidades brasileiras, como o Rio de Janeiro, também deixou o Distrito Federal em alerta na tarde desta quarta-feira (10/4). As precipitações levaram o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) a emitir um aviso meteorológico amarelo, de chuvas intensas e perigo potencial.

De acordo com o órgão, a capital federal deve registrar chuvas entre 20 e 30 mm/h, podendo chegar a 50 mm/dia. Serão acompanhadas de trovoadas, além de ventos intensos de até 60 km/h. No entanto, o risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores e alagamentos é baixo, ainda segundo o Inmet.

Os meteorologistas explicam que as precipitações são resultado de uma instabilidade provocada por temperaturas elevadas e uma convergência de umidade da região amazônica. A previsão é que as chuvas com ventos fortes durem até as 7h desta quinta (11).

Alguns pontos do DF registraram alagamentos nesta quarta. Motoristas relataram dificuldades para atravessar algumas tesourinhas do Plano Piloto e trechos da L2 Sul. No Pistão Sul, a enxurrada chegou a cobrir os pneus dos carros.

Veja o alerta emitido pelo Inmet:

Reprodução

Prejuízos
Na semana passada, a chuva forte alagou ruas, escolas e um condomínio em Samambaia. Duas unidades de ensino suspenderam as aulas por causa dos estragos provocados pelo temporal. O secretário de Educação, Rafael Parente, foi à região administrativa pela manhã.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), o Residencial Via Tropical, localizado na Quadra 301 de Samambaia, teve de interromper a operação dos nove elevadores do prédio após os fossos serem completamente tomados pela água. Os mais de 300 moradores ficaram ilhados em seus imóveis.

Os militares atuaram no endereço com duas viaturas e nove profissionais, que utilizaram bombas elétricas submersas para a retirada de toda a água de chuva do local. Ninguém se feriu.

Em outros pontos da região, a enxurrada invadiu escolas e creches. No Posto de Saúde 4, a chuva alagou o estacionamento. Os carros ficaram com as rodas encobertas até a metade.

Na creche Cepi Algodão do Cerrado, localizada na Quadra 617, crianças e professores tiveram de subir em mesas e usar capas para se protegerem na hora do temporal.

Veja vídeos publicados na página Samambaia News do Facebook:

Últimas notícias