Vídeo: mulher atropela e mata cachorro da raça Pug em prédio da Asa Sul

Câmeras se segurança do bloco J da quadra 313 Sul flagraram o momento que a motorista da SUV passa por cima do cão

atualizado 20/11/2020 16:51

cao pugReprodução/Instagram

Uma mulher atropelou e matou cachorro de estimação (foto em destaque) após arrastá-lo quando deixava a garagem de um prédio na Asa Sul, na tarde de quarta-feira (18/11). Câmeras de segurança do bloco J da quadra 313 Sul flagraram o momento em que a SUV passa por cima do cão da raça Pug.

A motorista deixou o local sem prestar socorro, o que gerou a revolta da família dona do animal. A condutora é servidora da Advocacia Geral da União cedida para o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

As imagens obtidas pelo Metrópoles foram registradas por volta das 14h30. O vídeo flagra o momento em que a motorista se prepara para deixar a garagem e atinge o cachorro. Em seguida, o animal é arrastado. A reportagem apurou que a mulher não mora no prédio, mas sim, o pai dela. A servidora pública teria entrado no prédio para buscar a filha, que estava no apartamento do avô.

O corpo do animal foi visto por um vizinho, que acionou os donos do cão. “Luck tinha 4 anos e era de toda a família. Ele tinha sido um presente para minha neta, que tem problemas de saúde. O cachorrinho era muito especial para ela e ajudava em seu tratamento. Estamos arrasados, ainda mais pela forma como tudo aconteceu. Não houve qualquer preocupação da pessoa em ligar, sequer para se mostrar consternada”, disse a médica Rosemary  Macheone, 65 anos, que mora no prédio.

Desespero

A família, que irá registrar uma ocorrência policial contra a servidores, ainda tentou se mobilizar para salvar a vida de Lux, mas ele morreu no local. A médica conta que chegou a imaginar que cãozinho havia caído de uma das janelas do apartamento. “Em um primeiro momento, achei que ele havia caído, mas pela posição das janelas, seria impossível. Apenas depois tivemos acesso às imagens, que confirmaram o atropelamento”, disse.

 

0

De acordo com o Rosemary, Luck teria ido parar na garagem após fugir do apartamento, sem que ninguém percebesse. “A fuga deve ter ocorrido no momento em que alguém chegou em casa e ele passou pela porta, desceu as escadas e foi parar na garagem. No entanto, nada justifica a falta de socorro. Era um cão de quase 15 quilos. Não tinha como a motorista atropelar esse animal sem perceber que havia passado por cima de alguma coisa”, afirmou.

 

 

Últimas notícias