DF: seis grupos vão elaborar projeto de concessão da Rodoviária

Segundo governo, empresários têm 120 dias para elaborar modelos e serão ressarcidos pelo futuro ganhador da licitação do terminal do Plano

atualizado 27/11/2019 20:23

Igo Estrela/Metrópoles

O Governo do Distrito Federal (GDF) engatou nova marcha para entregar a administração da Rodoviária do Plano Piloto à iniciativa privada. A Secretaria de Transporte e Mobilidade autorizou seis grupos empresariais a apresentarem estudos de viabilidade de licença para a gestão do principal terminal rodoviário do DF.

As empresas autorizadas pelo GDF são:

AURB – Associação de Usuários da Rodoviária de Brasília

Central Engenharia e Construtora Ltda; Concrepoxi Engenharia Ltda; Construtora Artec S.A.; Meta Serviços e Projetos; Relus Engenharia Ltda ME

Companhia de Participações em Concessão; HP Transportes Coletivos Ltda

JE Administração de Bens Móveis e Imóveis Eirelli; Mellycom Serviços em Tecnologia e Telecom Ltda; Adsummus Marketing e Serviços Eirelli ME

RNGD – Consultoria de Negócios; Planex S.A. Consultoria de Planejamento e Execução

SOCICAM Administração, Projetos e Representações Ltda; Grandpark Informática e Gestão de Estacionamento 145DF Ltda.

A lista foi divulgada nesta quarta-feira (27/11/2019), em termo de autorização publicado no Diário Oficial do DF (DODF). Segundo o texto, os grupos terão 15 dias para apresentar o plano de trabalho. Na sequência, será dado prazo de 120 dias para apresentarem as propostas de projeto. Além disso, as empresas não terão direito a qualquer vantagem em eventual licitação.

Os seis projetos apresentados serão avaliados e selecionados por uma comissão técnica, instituída na Portaria nº 84, de 15 de outubro de 2019, publicada no DODF de 18 de outubro de 2019, nos termos do art. 18 do Decreto 39.613, de 03 de janeiro de 2019.

O DF não vai desembolsar um centavo nessa fase do processo. A empresa vencedora da futura concessão deverá pagar para o grupo autor do projeto ganhador R$ 3.878.908,57. Desse total, R$ 2.138.647,13  serão referentes à fase de elaboração projeto. Os demais R$ 1.740.261,43 vão pagar o apoio que será dado ao GDF durante a etapa de audiências públicas e análises da proposta pelos órgãos de controle.

Shopping a céu aberto

Para o governador Ibaneis Rocha (MDB), a Rodoviária do Plano Piloto tem potencial para se tornar o grande shopping a céu aberto do DF. Nesse sentido, a transferência da administração do terminal para a iniciativa privada deixaria o poder público livre para focar em serviços de educação, saúde e segurança.

Últimas notícias