*
 

Após trecho de terra ceder, ao lado da DF-051, mais conhecida como Estrada Parque Guará (EPGU), uma faixa da via, no sentido Plano Piloto, foi interditada. O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) bloqueou parte da pista, na terça-feira (13/2), alegando haver “risco de movimentação de terra” em função do excesso das chuvas.

Não há previsão para o tráfego voltar ao normal. A autarquia disse, em nota, que está fazendo monitoramento no chão por intermédio de drones e voos de helicópteros. O isolamento, segundo o DER-DF, é necessário para “compreender os riscos” e “trabalhar em busca de uma solução”. 

As rachaduras no asfalto ocupam um espaço de pelo menos 41 metros na faixa e são recorrentes no local, desde 2012. O DER explicou que a interdição do local, que já foi coberto por lona, vai durar pelo menos 20 dias. Será feita uma análise do solo para ver qual a melhor solução para recuperar a área.

A interdição ocorreu uma semana após a queda de parte do viaduto da Galeria dos Estados. A estrutura desabou por volta das 11h50 do último dia 6 e, por sorte, ninguém ficou ferido. A partir de quinta (15), carros poderão voltar a circular nas proximidades, por meio de alças de desvios que ligam o Eixão aos Eixinhos. 

Joel Alves/Guará

Terra cedeu ao lado da EPGU, no sentido Plano Piloto

 

Nesta quarta (14), uma faixa da Ponte JK, no sentido Lago Sul, foi bloqueada, depois de três peças de borracha, responsáveis por proteger as juntas de dilatação, se desprenderem. O diretor-presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Júlio Menegotto, afirmou ao Metrópoles que não há risco. “Houve apenas uma depressãozinha em um lado. Por isso, interditamos a faixa”, explicou.

O trânsito no trecho deve ser liberado ainda hoje, segundo Menegotto.