Startup brasiliense cria ponto de apoio para entregadores na Asa Sul

Empresa prevê abrir mais cinco pontos ainda em 2021. Local para descanso é demanda da categoria

atualizado 19/08/2021 16:21

entregador de aplicativo de moto, em goiânia, goiás Vinícius Schmidt/Metrópoles

Pessoas que trabalham como entregadores usando motocicletas, bicicletas e patinetes no Distrito Federal ganharam um ponto de apoio. O local, gratuito e independente de aplicativos e empresas de entrega, fica no Auto Posto Original 414 Asa Sul. Lá, os motoboys e motogirls poderão descansar, carregar o celular, esquentar marmitas, usar o wi-fi e o banheiro.

O espaço, mantido pela startup brasiliense Trampay, é o primeiro do tipo em Brasília. A ideia veio após pesquisas que mostram a situação de vulnerabilidade, exposição e pouca dignidade no cotidiano desses profissionais. A empresa prevê mais cinco pontos de apoio na capital federal, ainda em 2021, e a expansão para as capitais e principais cidades brasileiras, em 2022.

“Trata-se de um projeto nacional de impacto social e dignidade para os entregadores. Entendemos que precisávamos oferecer gratuitamente aos profissionais melhores condições na sua jornada de trabalho”, conta Jorge Júnior, diretor-executivo e co-fundador da Trampay.

“A falta de estrutura para eles que estão na rua o dia todo faz com que acabem descansando e se alimentando sentados nas calçadas, sem banheiro, sem conseguir energia para carregar o celular e sem poder levar aquela marmitinha”, explica.

Veja o ponto de apoio:

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Ainda de acordo com Jorge, não ter onde deixar ou esquentar uma refeição ou lanche implica aumentar o custo para o entregador. Por isso, o ponto de apoio é gratuito, independente, ou seja, aceita prestadores de serviço autônomos e de todas as empresas, plataformas e aplicativos.

Demanda latente da categoria, os pontos de apoio para entregadores e motoristas de aplicativos, que se tornou a lei nº 6.677 de 2020 no DF e diz que empresas de logística devem fornecer local adequado de suporte em todas as regiões da cidade. Segundo Jorge, a capital federal é a primeira do Brasil a garantir direitos para a categoria, principalmente para entregadores, e já houve multa para empresas que descumpriram essa determinação.

“Talvez estejamos diante do maior problema de relacionamento trabalhista: de um lado mais de 6 milhões de motoboys e motoristas de aplicativo e do outro, as plataformas que conversam digitalmente, mas que precisam entender também as subjetividades”, pondera o diretor financeiro e co-fundador da startup, Tiago Ribeiro.

O ponto de apoio Trampay no Auto Posto Original 414 Asa Sul já está em funcionamento e pode ser utilizado das 10h às 20h de domingo a domingo, inclusive feriados.

A startup

A Trampay é uma fintech de impacto social que funciona como plataforma de benefícios para o trabalhador, em colaboração com empresas.

A plataforma atua com serviços personalizados tanto para fornecedores quando para empresas parceiras e oferece, através de uma carteira virtual, ferramentas que tornam transações mais fáceis e rápidas. A Trampay conta com uma rede de fornecedores locais e nacionais em diversas categorias como: Farmácias, Consultórios médicos, Laboratórios, Restaurantes, Entretenimento, Educação, entre outros.

Mais lidas
Últimas notícias