Stalking: homem é preso após perseguir e ameaçar ex-companheira

Segundo relato da vítima, o autor não aceitou a separação, dizendo que jamais admitiria vê-la com outro homem

atualizado 27/10/2021 11:41

facasReprodução

Policiais da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam I) prenderam em flagrante, na manhã dessa terça-feira (26/10), um homem, de 43 anos, pelos crimes de ameaça e perseguição (stalking), ambos no contexto da Lei Maria da Penha.

A ação começou quando a vítima, uma mulher, também de 43 anos, chegou à Deam pedindo socorro. Ela contou que era perseguida e ameaçada pelo ex-companheiro, do qual se separou recentemente devido ao comportamento violento e possessivo.

Segundo o relato dela, o autor não aceitou a separação, dizendo que jamais admitiria vê-la com outro homem. Desde o divórcio, as ameaças contra a vida dela se intensificaram por meio de conversas via WhatsApp. Por essa razão, ela proibiu a entrada do autor no condomínio onde mora.

No entanto, sabendo que a ex-companheira é a primeira funcionária a chegar à empresa onde trabalha, o suspeito se dirigiu ao local logo pela manhã e começou a mandar mensagens ameaçadoras. Nela, afirmava que só sairia de lá quando conseguisse conversar pessoalmente.

Amedrontada, a vítima deixou o local pela porta dos fundos e seguiu até a Deam para pedir socorro. Uma colega de trabalho dela também foi à delegacia e relatou que o autor havia feito gestos para ela, batendo na cintura, fazendo menção de estar armado. O acusado trabalha como vigilante; por isso, tem acesso a arma de fogo.

Diante de situação de urgência, uma equipe policial se deslocou até o trabalho da mulher, em Taguatinga Sul. Durante o percurso até o local, o homem continuou mandando mensagens pelo WhatsApp, ameaçando arrombar a porta da empresa para encontrá-la.

A mulher acompanhava os policiais no interior do veículo oficial, mostrando, em tempo real, as ameaças que continuava recebendo. Por causa da informação de que o homem estava armado, foi solicitado apoio de mais dois policiais da 21ª Delegacia de Polícia (P Sul).

Na sequência, a equipe formada por cinco policiais, o surpreendeu ainda na porta da empresa. Em revista pessoal, foi localizada uma faca tática, com lâmina de 10cm, e um coldre.

O homem acabou preso e encaminhado à Deam. Na delegacia, ao ser questionado pelo delegado sobre o que pretendia no local de trabalho da vítima, armado com uma faca, o autor respondeu que só queria conversar e que a faca seria usada para descascar laranjas.

Os crimes têm penas somadas de 3 anos e 6 meses de prisão. Foi arbitrada fiança de R$ 10 mil. A vítima solicitou medidas protetivas de urgência, entre as quais suspensão do porte/posse de armas. Nos próximos dias, o ex-companheiro deve passar por audiência de custódia.

Veja detalhes do caso pelo delegado Renato Vieira Damasco:

Mais lidas
Últimas notícias