Sob ameaça de embargo, associação inicia obras no “ParCão do Noroeste”

Associação de moradores decidiu por seguir com o projeto mesmo sem aval dos órgãos competentes. Há o risco de embargo

atualizado 04/09/2020 16:28

Previstas para ter início na quarta-feira (2/9), as obras do “ParCão do Noroeste” foram adiadas, devido ao atraso na entrega do material de construção. Localizada em uma área verde da quadra 310, a estrutura será montada para convivência e recreação de animais de estimação dos moradores do bairro.

A iniciativa é da Associação de Moradores do Noroeste (Amonor), que promete tocar a obra imediatamente, já que os produtos esperados foram entregues nessa quinta-feira (3/9). O presidente da entidade, Antonio Custódio Neto, garantiu que entregará a estrutura em até 15 dias, mesmo sem a permissão dos órgãos responsáveis.

De acordo com ele, o pedido foi feito à Administração do Plano Piloto em 2018, e ainda não obteve resposta quanto à autorização ou impedimento da obra.

0
Processo em análise

Em nota enviada ao Metrópoles, a Administração do Plano Piloto informa que encaminhou o processo para análise das secretarias de Meio Ambiente e de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), solicitando a manifestação das pastas sobre a viabilidade do parque para animais no Noroeste.

Uma consulta aos especialistas da administração local também foi feita, na qual “foi constatada que a área, objeto da demanda, não possuía uma destinação específica, sendo área verde em espaço público”.

Por sua vez, a Seduh afirma que “está concluindo a análise”, mas “o requerente não encaminhou o pedido acompanhado dos croquis e projeto básico para análise e avaliação”.

Em um prévio diagnóstico, a secretaria aponta que o local faz divisa com um ponto de encontro comunitário (PEC) e quadra de esportes já implantados. Além disso, mesmo sendo “área pública, o local estaria muito próximo dos blocos C e D, o que implicaria na apresentação de uma ata de reunião dos associados dando o de acordo com a proposta”.

Ainda conforme a Administração do Plano Piloto, qualquer obra executada sem o devido licenciamento está passível de embargo.

Últimas notícias