Site de agendamento da vacinação no DF apresenta problemas nesta terça

Segundo a Saúde, "houve muitos cadastramentos com a data de nascimento errada no grupo de comorbidades". Página passa por ajustes

atualizado 04/05/2021 14:11

vacinação contra a Covid-19 no DFArthur Menescal/Especial para Metrópoles

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal abriu, nesta terça-feira (4/5), mais 10 mil vagas para profissionais de saúde com registro nos conselhos de classe agendarem a vacinação contra Covid-19. A previsão era de que a marcação estivesse disponível às 10h, no site vacina.saude.df.gov.br. A página, no entanto, não disponibilizou o serviço no horário informado pela pasta, pois estava em manutenção.

Também deveria continuar nesta terça o agendamento da imunização para o público com comorbidades. Contudo, há também problemas para a marcação de data e hora para aplicação da vacina nesses pacientes.

De acordo com a secretaria, “houve muitos cadastramentos com a data de nascimento errada no grupo de comorbidades”. “A área técnica teve de tirar o site do ar por algum tempo, para fazer os ajustes necessários, e só então disponibilizar para os profissionais de saúde. Esse procedimento foi feito, e o site será liberado em alguns minutos para o agendamento de todos os grupos”, informou, no início desta tarde.

Às 10h, quando deveria ser aberto o agendamento de profissionais de saúde, havia na página apenas as opções de marcação para pacientes acamados ou com comorbidades. Ao fim da manhã, por volta das 11h50, o site mostrava somente a opção “pacientes acamados”. À tarde, até a publicação desta reportagem, podiam agendar profissionais de saúde e pacientes acamados, não havendo mais a aba de “comorbidades”.

Conforme a SES-DF, agora o agendamento de pessoas com doenças preexistentes “está recebendo ajustes por causa dos erros” e “volta na sequência”.

Confira:

0
Profissionais de saúde

Nesta etapa, poderão agendar trabalhadores das seguintes categorias: serviço social, agentes funerários, biomedicina, biologia, técnicos de laboratório, medicina, enfermagem, técnicos de radiologia, internos de medicina e enfermagem, e servidores da Secretaria DF Legal.

Até o momento, a Saúde vacinou 124.089 trabalhadores desta área com a primeira dose, e 97.280 receberam o reforço.

Últimas notícias