DF: Saúde retira puérperas do 1º grupo de comorbidades a ser vacinado

Mulheres na fase pós-parto estavam incluídas no primeiro grupo, mas Saúde mudou data "para que haja tempo hábil de atualização do cadastro"

atualizado 04/05/2021 18:15

Vacina contra a Covid-19Gustavo Moreno / Especial para o Metrópoles

Na última quinta-feira (29/4), o Governo do Distrito Federal (GDF) informou que a primeira etapa da vacinação contra Covid-19 de pessoas com comorbidades estava prevista para começar nesta terça-feira (4/5). O calendário prévio montado pela Secretaria de Saúde do DF estabeleceu, naquele momento, que a primeira fase incluiria indivíduos com deficiência permanente, gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com Síndrome de Down e pacientes que fazem hemodiálise.

Veja:

No entanto, a Secretaria abriu, na manhã dessa segunda-feira (3/5), 10 mil vagas para agendamento do primeiro grupo de pessoas com comorbidades e deixou de incluir puérperas com doenças pré-existentes no informativo publicado no site da pasta.

Atualmente, por meio do site vacina.saude.df.gov.br, podem agendar o recebimento da primeira dose: pessoas com síndrome de Down, com deficiência cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC), pacientes que fazem terapia renal substitutiva e gestantes com comorbidades.

Confira:

Procurada pelo Metrópoles para explicar sobre a falta das puérperas no informativo, a Saúde respondeu elas só poderão se vacinar agora na segunda fase de imunização do grupo com comorbidades. Ou seja, após o dia 18 de maio, conforme mostra o calendário prévio. Em nota, a SES-DF disse que a medida foi tomada “para que haja tempo hábil para atualização do cadastro das mulheres nesta condição”.

Atualização

Após a publicação desta reportagem, a Secretaria enviou nota, na tarde desta terça-feira (4/5), dizendo que cometeu um erro na divulgação de informações e que mulheres na fase pós-parto portadoras de comorbidades permanecem no primeiro grupo.

De acordo com a pasta, “houve um erro numa arte da Secretaria de Saúde que cortou a parte referente às puérperas com comorbidades na primeira fase”. “Na arte, ficou apenas a referência a grávidas com comorbidades. Por esses equívocos, pedimos desculpas e já providenciamos as correções nos locais em que haviam essas imprecisões”, diz.

Em nota, a SES-DF ressaltou que as puérperas com comorbidades devem estar no pós-parto com período de 45 dias para serem contempladas. “As gestantes com comorbidades também permanecem neste grupo de vacinação. Na segunda etapa será disponibilizada a vacinação para gestantes e puérperas sem comorbidades”, acrescentou.

Últimas notícias