Sindicato aciona Justiça para tentar encerrar greve do Metrô no DF

Metroviários pediram dissídio nesta sexta junto ao TRT. Categoria está em greve desde o dia 19/4 devido a retirada de direitos trabalhistas

atualizado 08/05/2021 0:05

Estação do Metrô-DF cheia por conta da greveArthur Menescal/Especial Metrópoles

Sem acordo com a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF), o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do Distrito Federal (SindMetrô-DF) acionou nesta sexta-feira (7/5) a Justiça do Trabalho para presidir uma tentativa de conciliação a fim de pôr fim à greve da categoria.

Os metroviários iniciaram o movimento paredista no último dia 19 de abril. A categoria informou que a greve teve como motivação a retirada de direitos trabalhistas. O principal gatilho foi o corte do auxílio-alimentação, no início de abril.

Em despacho desta sexta (7/5), a desembargadora Maria Regina Machado do Tribunal Regional do Trabalho informa que os representantes dos trabalhadores entraram com dissídio coletivo de natureza mista: jurídico e econômica.

“O art. 32, inciso VIII, do Regimento Interno deste egrégio Tribunal, estabelece como competência do Presidente do Tribunal, ‘designar e presidir as audiências de conciliação e instrução dos dissídios coletivos, assim como apreciar as medidas preparatórias e incidentais a eles relacionadas'”, escreve a desembargadora do Trabalho.

O pedido de dissídio coletivo ocorre três dias depois de a Corte cobrar celeridade das partes nas negociações. Na última terça-feira (3/5), o tribunal pediu que uma das parte chamasse a Justiça para tutelar as negociações.

Na última quarta-feira (5/5), representantes do sindicato e do Metrô-DF se reuniram, em encontro organizado pelos deputados Fábio Felix (PSOL) e João Cardoso (Avante).

Segundo o sindicato, a empresa se comprometeu a abrir dissídio coletivo nesta segunda-feira (10/5). Uma assembleia dos trabalhadores foi convocada para este sábado (8/5).

Veja imagens do metrô durante a greve:

0

 

Últimas notícias