Shoppings do DF reabrem nesta quarta. Confira as novas regras

Os 20 estabelecimentos da cidade voltam a funcionar das 13h às 21h. Comerciários ainda precisam ser testados

atualizado 27/05/2020 8:51

Prédio de shopping com árvores e palmeirasIgo Estrela/Metrópoles

Os shoppings do Distrito Federal abrem as portas nesta quarta-feira (27/05) com uma série de exigências sanitárias a serem cumpridas para evitar a infecção de clientes, funcionários, colaboradores e donos de lojas pelo novo coronavírus. Para se adequar às regras estabelecidas no Decreto nº 40.817, de 22 de maio, alguns estabelecimentos contrataram laboratórios a fim de testar seus empregados e outros recorreram à testagem gratuita do Serviço Social do Comércio (Sesc), que será ampliada para nove postos de atendimento, sendo dois da Fibra, a partir desta quarta-feira (27/05).

Munidos de termômetros, equipamentos de proteção individual e álcool em gel, os 20 shoppings centers do DF tentam movimentar a economia, testar a capacidade de recuperação dos empresários, além de servir de parâmetro sobre como o vírus se comportará com a redução da quarentena e mais gente nas ruas, ônibus e metrô do DF.

Os 160 mil empregados compõem a cadeia do comércio, tanto de rua quanto de shoppings. Nem todos conseguiram ser testados. Por isso, o Sesc abrirá mais postos, em conjunto com a Federação das Indústrias do DF (Fibra). Com filas gigantescas, a instituição conseguiu testar somente 1,2 mil comerciários nessa terça-feira (26/05).

Dentro das lojas, só poderão ficar colaboradores com o exame negativo para o Sars-Cov-2, sujeito à fiscalização do GDF. Por isso, quem não conseguiu concluir a testagem rápida, deve tentar fazê-la antes do retorno às atividades. O serviço do Sesc é gratuito e abre às 9h, o que pode ser uma opção para quem entra às 13h no trabalho.

“Nossa expectativa é otimista. Essa tentativa tem de dar certo. Os empresários devem seguir todas as regras, pois o resultado dessa abertura será o parâmetro para nosso pleito de retomar as atividades de bares e restaurantes. Vamos ver os impactos do retorno em 15 dias. Tudo será seguido à risca”, ressaltou o presidente da Federação do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio-DF), Francisco Maia.

Para que o número de contaminados não aumente dentro dos centros comerciais, a população também pode cobrar dos estabelecimentos o monitoramento para que apenas os que atendam as normas previstas de profilaxia frequentem os espaços. Só pode entrar nos shoppings ou nas lojas de rua quem estiver usando máscara. O equipamento é obrigatório em todo o DF.

Confira o que é exigido para abertura dos shoppings:

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0
Preparo dos shoppings

O Pátio Brasil, localizado na Asa Sul, instalou adesivos indicativos de distância segura (2 metros) por todo o shopping e legendas mostrando a quantidade recomendada de clientes dentro de cada loja. A conta foi realizada tendo como base a metragem de cada loja. Foram disponibilizados, ainda, dispensers de álcool 70% por todo o complexo.

No Guará, o ParkShopping também se preparou antes mesmo de o decreto ser editado. O estabelecimento, que é ponto de testagem para o novo coronavírus, contou com a consultoria de infectologistas para mudar a cultura dentro e fora do local. Além de todas as medidas exigidas pelo GDF, o espaço terá tapetes sanitizantes para higienização dos sapatos, sinalização de filas, álcool em gel, entre outros.

Na Asa Norte, em Taguatinga e no Cruzeiro, o Brasília Shopping, JK Shopping, Taguatinga Shopping e Terraço Shopping garantem adotar todos os protocolos de segurança recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e todas as regras específicas para garantir a integridade de clientes e funcionários.

Nesses estabelecimentos, medidores digitais térmicos estarão instalados, sendo vedada a entrada de pessoas com temperatura igual ou superior a 37,3 graus Celsius. Outra medida adotada será a realização de testes que detectem o novo vírus, a cada 15 dias, em todos os empregados, colaboradores, terceirizados e prestadores de serviço.

A capacidade de funcionamento dos elevadores será reduzida. Nas escadas rolantes, será indicado a distância de três degraus para cada pessoa. Os shoppings controlarão o acesso a sanitários e fraldários, evitando aglomerações. Lounges e áreas de descanso também foram retiradas.

Testes no Sesc

Como nem todos os comerciários conseguiram ser testados, o presidente da Fecomércio ressalta que os pontos de atendimento foram ampliados. Antes, somente no Sesc da 504, agora, os comerciários poderão fazer os exames gratuitos também no Guará, em Taguatinga Norte, no Taguaparque, em Ceilândia, no Gama e em Samambaia.  O serviço é ofertado das 9h às 16h.

“Temos teste para todo mundo. Nesta quarta, serão 240 funcionários do Sesc trabalhando em nove pontos. Sete são do Sesc e dois da Fibra, que estão em Sobradinho e Brazlândia”, ressaltou o presidente da Fecomércio.

Confira os pontos de atendimento:

Sesc Estação 504 Sul
Endereço: W3 Sul, Quadra 504/505, Bloco A, Brasília – DF

Sesc Guará
Endereço: QE 4, Área Especial, Guará I – DF

Sesc Taguatinga Sul
Endereço: Setor F Sul, AE 3, Taguatinga – DF

Sesc Ceilândia
Endereço: QNN 27, Lote B, Ceilândia Norte – DF

Sesc Gama
Endereço: Setor Leste Industrial, QI 1 Lotes 620, 640, 660 e 680, Gama – DF

Sesc Samambaia
Endereço: Quadra 101, Conjunto 1 Lote 1, Samambaia – DF

Taguaparque
Endereço: Colônia Agrícola Samambaia – Taguatinga

Senai Brazlândia
Endereço: Área Especial 3 Norte – Parque de Serviços

Sesi/Senai Sobradinho
Endereço: Quadra 13, Área Especial 3, Lotes A/F

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Mais lidas
Últimas notícias