*
 

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) anunciou, nesta quarta-feira (14/3), que vai chamar 2.252 concursados em 2018. “Depois de todo esforço e trabalho feito pelo governo, que permitiu o equilíbrio das contas públicas, nós hoje estamos em condições de anunciar as contratações que serão feitas nas diversas categorias do serviço público”, disse, ao final da coletiva de imprensa para divulgar os detalhes do 8º Fórum Mundial da Água.

Livre das amarras do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal e pré-candidato à reeleição, o governador garantiu contratações em áreas cruciais, como a saúde, onde será lotado o maior contingente — 1.485, até o fim de março. Desse total de vagas para a área, 295 são destinadas a médicos; 256 a enfermeiros; 767 a técnicos de enfermagem; e 167 a especialistas.

De acordo com a Lei Eleitoral, Rollemberg pode nomear servidores aprovados em concursos homologados até junho. Por conta disso, o chefe do Executivo prevê, conforme o cronograma divulgado, chamar 160 peritos, 65 delegados e 30 papiloscopistas para a Polícia Civil, entre agosto e setembro deste ano. A categoria está em campanha por equiparação salarial com a Polícia Federal e aumento de efetivo.

Alguns concursados que recorreram à Justiça, a fim de serem chamados, estão no rol de contemplados. Entre eles, os do Procon. O órgão contará com mais 39 funcionários a partir deste mês, segundo o cronograma (confira abaixo).

O governador e a secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos, respondem inclusive por improbidade administrativa em virtude, de acordo com denúncia do Ministério Público, de terem deixado de chamar aprovados em concursos para nomear comissionados. No Metrô, a Justiça também já determinou a contratação de efetivos para substituir terceirizados que desempenham atividade-fim.

“Teremos 63 novos profissionais. A maioria é para área-fim, ou seja, eles serão alocados nos setores de manutenção, operação e diretoria técnica. Acredito que 85% desses nomes são de engenheiros, técnicos e agentes operacionais”, calcula Marcelo Dourado, presidente do Metrô-DF.

O governador também anunciou as nomeações em sua página no Facebook. Confira:

Rollemberg não disse quanto vão custar as nomeações, mas, em fevereiro deste ano, o governo conseguiu aprovar na Câmara Legislativa R$ 101,7 milhões para chamar concursados. Mesmo sob protestos da oposição, a Casa validou a proposta sem saber quais órgãos seriam beneficiados com reforço no quadro de pessoal. No Facebook, nesta quarta, o governador agradeceu aos parlamentares da base a liberação dos recursos.


Março

Saúde – 1.485 nomeações, entre médicos, técnicos e profissionais da saúde
Procon – 39
Metrô – 63
Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão e Secretaria de Fazenda – 34 auditores de controle interno

Abril
Agentes do sistema socioeducativo – 242
Secretaria de Cultura – 20, sendo 10 para a Orquestra Sinfônica

Maio
Sistema penitenciário – 114

Maio a dezembro

Polícia Civil
Peritos – 160
Delegados – 65
Papiloscopistas – 30

 

 

COMENTE

servidorescalendárionomeações
comunicar erro à redação

Leia mais: Servidor