Vídeo mostra bandidos explodindo caixas eletrônicos do anexo do Buriti

Dois homens são flagrados danificando os equipamentos com um pé-de-cabra. Um deles faz uma abertura e o outro coloca os explosivos

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 24/07/2018 17:43

A Polícia Civil analisa um vídeo que mostra o momento em que dois bandidos explodem caixas eletrônicos no anexo do Palácio do Buriti, sede do Governo do Distrito Federal. O crime ocorreu na madrugada desta terça-feira (24/7).

Nas imagens, é possível ver a dupla na área de entrada do restaurante dos funcionários que trabalham no local. Um deles faz uma abertura nos equipamentos com o auxílio de um pé-de-cabra. O outro coloca explosivos. A gravação é interrompida no momento em que uma das bombas explode.

De acordo com a Polícia Militar, os suspeitos fugiram em um Pálio branco. Durante a ação, os criminosos efetuaram de dois a quatro disparos no lugar.

 

Segundo uma testemunha, ouvida pelo Metrópoles, um morador de rua que dormia no local foi rendido pelos bandidos na hora do assalto. Na manhã desta terça (24), o homem teria sido levado pela Polícia Civil para prestar depoimento.

“Foi uma cena que jamais vou esquecer. Um barulho muito alto. Meu ouvido dói até agora. Vi um homem saindo com fuzil. Ele deu três disparos. Um acertou a lâmpada do poste”, declarou um vigia de carros, testemunha da explosão. A ação revela que os bandidos não se intimidam em agir nas barbas do poder e reforçam a sensação de insegurança dos brasilienses.

A reportagem apurou que o acesso ao anexo do Palácio do Buriti fica sem guarda durante a madrugada. Uma guarita, a 200 metros do local, é o único ponto de vigilância.

Um funcionário, na condição de não se identificar, disse que, durante a manhã, nove vigilantes fazem a segurança no Anexo. À noite, quatro são lotados no Palácio do Buriti. “Tinha apenas um segurança na guarita quando tudo aconteceu. Ele estava armado com um 38. Os bandidos estavam encapuzados e fortemente armados. Atiraram para que ele voltasse para dentro da guarita”, contou outra testemunha.

Viaturas da PM e um helicóptero da Polícia Civil realizaram buscas e, minutos depois, um veículo foi encontrado pegando fogo nas proximidades do Estádio Nacional Mané Garrincha e do Colégio Militar de Brasília. Após verificação, os policiais confirmaram que se tratava do automóvel envolvido no crime.

No local da explosão, foram encontradas cápsulas de munição 5,56mm. O Esquadrão de Bombas do Bope foi acionado e atuou com a Operação Petardo, a fim de verificar se foram deixados explosivos próximo ao incidente.

A Polícia Civil faz perícia na área. A PM informou que os criminosos conseguiram levar dinheiro, mas não soube especificar a quantia.

A entrada do anexo do Palácio do Buriti amanheceu como um cenário de guerra. Pedaços dos caixas eletrônicos e vidros ficaram espalhados até o estacionamento localizado atrás do prédio.

A Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão, em nota, informou que o acesso ao restaurante está bloqueado e as atividades suspensas nesta terça (24), em razão da ocorrência registrada no local. Não há alteração quanto ao expediente de trabalho. O acesso ao prédio está sendo realizado pela entrada sul, voltada para o Eixo Monumental.

Últimas notícias