Polícia prende autores de roubo e tentativa de latrocínio de PM no DF

A PCDF deflagou operação para desarticular os envolvidos. Os agentes apreenderam a arma e o veículo utilizados no crime

ReproduçãoReprodução

atualizado 03/07/2019 14:47

Agentes da 24ª Delegacia de Polícia (Setor O) deflagaram, nesta quarta-feira (03/07/2019), a Operação Symmoria com o objetivo de desarticular uma associação criminosa responsável pela prática de diversos roubos a pedestres e tentativa de latrocínio na região. Dois homens foram presos acusados de atirar no policial militar João Batista do Rego Monteiro, 49 anos, integrante do Batalhão de Choque.

A vítima foi atingida por dois tiros durante uma tentativa de assalto, quando saía do posto de gasolina Colina, na QNO 15 de Ceilândia, em 20 de junho. Segundo informações da Polícia Civil (PCDF), após 13 dias de diligências, com a participação da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), os investigadores conseguiram identificar a quadrilha.

Na operação, os policiais envolvidos na apuração ainda apreenderam uma pistola calibre .45 e um Fiat Marea, utilizados no dia do crime. Durante as buscas, os agentes localizaram um celular que havia sido levado em roubo cometido no mesmo dia (assista abaixo vídeo da ação dos criminosos).

A quadrilha é apontada pela prática de diversos crimes na região. Em 28 de junho, um dos acusados, identificado como Rafael Alves Ribeiro, 41, foi preso por volta das 13h30 em uma casa na QNM 24 de Ceilândia Norte. Nesta quarta, outro homem identificado pelas iniciais D.V.S, 34, também foi detido. Um terceiro comparsa, de 19 anos, está foragido.

Entenda o caso

João Batista do Rego Monteiro foi abordado por criminosos quando saía de um posto de gasolina. Ao tentar sacar a própria arma, acabou imobilizado pela dupla, que o jogou no chão.

Ele foi atingido por dois tiros no tórax e, mesmo ferido, se levantou para seguir os bandidos. No entanto, o segundo-sargento acabou caindo. A ação foi registrada por câmeras de segurança do estabelecimento. Uma testemunha acionou o Corpo de Bombeiros e a polícia. O PM passou por cirurgia no Hospital Regional de Ceilândia (HRC).

Últimas notícias