Durante assalto, homem abre fogo em bar, mata mulher e fere dois no DF

Imagens do circuito interno do estabelecimento mostra o momento em que a líder comunitária de Vicente Pires Eliane Monteiro é atingida

Reprodução

atualizado 09/09/2018 15:57

A violência não dá trégua aos brasilienses. Na madrugada desta sexta-feira (7/9), em pleno feriado de Sete de Setembro, policiais militares prenderam um homem e apreenderam uma adolescente de 16 anos acusados de cometer um latrocínio (roubo seguido de morte), no condomínio 26 de Setembro, em Vicente Pires. O crime ocorreu dentro do bar Cabanas, onde três pessoas foram atingidas por disparos de arma de fogo. E foi gravado pelo circuito interno de segurança do estabelecimento.

Uma mulher morreu e um casal ficou ferido. A vítima foi identificada como a diretora da Associação de Moradores de Vicente Pires e Região (Amovipe), Eliane Cristina Monteiro da Silva, 37 anos. A polícia procura o terceiro suspeito do latrocínio. De acordo com informações da Polícia Militar, o casal de criminosos entrou no estabelecimento por volta de 3h50, quando os responsáveis se preparavam para fechar as portas.

As câmeras registraram o momento em que um homem negro e alto, vestindo um capuz, entra armado no bar na companhia de uma jovem. Nas imagens, é possível ver o momento em que Eliane (usando blusa vermelha), é atingida pelos disparos. Ela ainda caminha e acaba caindo, fora do alcance da câmera. A diretora da associação é mãe de duas meninas, de 8 e 12 anos.

 

A adolescente aparece nas imagens roubando bebidas e outros bens das vítimas enquanto elas eram rendidas pelo homem identificado como Samuel da Silva Alves, 25 anos. O assalto termina e o suspeito deixa o local.

Logo depois, a menina de 16 anos é dominada pelas pessoas que estavam no bar e agredida com socos na cabeça. As portas do estabelecimento chegam a ser fechadas. Em seguida, o homem retorna e abre fogo contra as pessoas. A própria adolescente ligou para a polícia a se entregou.

Pelo menos três disparos foram efetuados. Das três pessoas atingidas, uma mulher morreu no local. A outra, Samanta Alves, 31,  foi atingida no braço e Cláudio Gonçalves, no queixo. O assassino foi localizado pela PM escondido em um barraco, no próprio assentamento 26 de Setembro. O terceiro envolvido fugiu, mas os policiais o identificaram e conseguiram localizar o carro dele estacionado na casa da mãe.

No dia 22 de junho de 2018, Vicente Pires foi palco de outro latrocínio. Bandidos armados com facas abordaram o pedreiro Lindomar Pereira da Silva, 45, quando ele saía para trabalhar. O homem seguia cedo para mais um dia de labuta para adiantar o serviço e ver o segundo jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo 2018.

Por volta das 6h, quando passava a pé pela Avenida Misericórdia, próximo ao Taguaparque, Lindomar foi abordado pelos bandidos, que o esfaquearam. A vítima caiu um pouco adiante, próximo de uma distribuidora de energia da região. Não resistiu aos ferimentos.

 

 

Últimas notícias