*
 

O número de registro de estupros no Distrito Federal aumentou em 32,4%. Foram registradas 667 ocorrências em 2016, contra 883 no ano passado. Os dados, divulgados nesta segunda-feira (8/1), são da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social (SSP).

Segundo a pasta, em 59% dos casos, o criminoso tinha algum vínculo com a vítima – grau de parentesco ou amizade com a família. Em 34% das ocorrências, o estupro aconteceu dentro de casa, seja a do autor ou a da pessoa violentada.

Um dado chama atenção: dos 883 estupros, 543 foram praticados contra crianças ou adolescentes. Nesses casos, 93% dos crimes tiveram como autor algum conhecido das vítimas – 78% delas sofreram abusos dentro de residências.

“Estupro é um crime difícil de evitar. Como os números comprovam, ele costuma ocorrer dentro de casa e com pessoas conhecidas. Essa realidade torna a prevenção muito difícil. O cuidado tem que ser feito dentro de casa, com a família”, disse o secretário da Segurança Pública, Edval Novaes.

Redução de todos outros indicadores
Apesar do aumento nos registros de crimes sexuais, a SSP comemorou o fato de todas as outras estatísticas terem apresentado redução, na comparação dos 12 meses de 2016 com o mesmo período de 2017.

Segundo a pasta, houve queda de 15,7% nos registros de homicídios. Em 2016, foram 591 assassinatos, contra 498 no ano passado. Foi o menor número dos últimos 15 anos – em 2002, houve 497 ocorrências.

Observou-se o menor índice de homicídios por 100 mil habitantes dos últimos 29 anos: 16,3 crimes contra a vida, na proporção de 100 mil moradores do território. Estatísticas inferiores a essa só foram registradas em 1988, de acordo com a SSP.

Em relação aos latrocínios (roubos seguidos de morte), o número caiu de 44, em 2016, para 36 em 2017 – retração de 18,2%.

Os crimes contra o patrimônio – como roubos a pedestres, veículos e transportes coletivos – também apresentaram redução. De 63.491, caíram para 59.953, uma diferença de 5,6%.

Confira o balanço completo

Balanço SSP 2017 by Metropoles on Scribd