DF: presos traficantes que vendiam cigarro eletrônico de maconha

Na residência dos criminosos, foram encontradas drogas estimadas em R$ 100 mil

atualizado 15/10/2019 12:37

PCDF/Divulgação

Dois homens foram presos pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), na última sexta-feira (11/09/2019), acusados de fazerem parte de um grupo de traficantes que vendiam “cigarros eletrônicos de maconha” e outras drogas ilícitas. A ação foi realizada pela Coordenação de Repressão às Drogas (Cord) e compõe a primeira fase da Operação Vaper.

A dupla de criminosos foi monitorada durante uma semana pelos investigadores. Os policiais constataram que eles saíam constantemente de casa para realizar entrega de entorpecentes a clientes. Durante as buscas na residência dos suspeitos, foram encontrados R$ 2.300 em espécie, um simulacro de arma de fogo, uma munição de borracha calibre .12, 750 comprimidos de ecstasy, 38g de haxixe, 34g de cristais de “MD” e 3g de maconha.

Ainda foram achados um cigarro eletrônico “e-ce43” e dois refis “Exotic Carts”, essências com alta concentração de THC (80%-85%), substância psicoativa derivada da maconha. Somando todas os entorpecentes apreendidos, o valor ultrapassa os R$ 100 mil. “O esquema é grande e a intenção é que as investigações continuem para acabar com a quadrilha”, disse o delegado Erison Abdala, responsável pelo caso.

Os traficantes foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico e os dois ficarão presos até o julgamento.

Veja imagens das drogas apreendidas:

 

Mais lidas
Últimas notícias