Francisco Araújo será o novo diretor-presidente do IHB

Conselho de Administração aprovou a indicação por sete votos. Ele ocupa atualmente o cargo de secretário adjunto de Gestão da Saúde

Reprodução/WhatsAppReprodução/WhatsApp

atualizado 30/01/2019 18:51

O Conselho de Administração do Instituto Hospital de Base (IHB) aprovou, nesta quarta-feira (30/1), Francisco Araújo como novo diretor-presidente do órgão, que passará a se chamar Instituto de Gestão Estratégica de Saúde e assumirá a gestão do Hospital Regional de Santa Maria e de seis unidades de pronto-atendimento (UPAs). Atualmente, ele ocupa o cargo de secretário adjunto de Gestão da Secretaria de Saúde.

Na reunião do colegiado, sete votos foram favoráveis a Francisco, houve dois contrários e dois conselheiros se abstiveram. Assim que o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), ratificar a decisão, o gestor assumirá o mandato, de dois anos.

O subsecretário será diretor-presidente do IHB até que o projeto de lei que expande a gestão para outras unidades da rede pública seja sancionado pelo Executivo local. A partir daí, ele passa a comandar o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde.

Currículo
Formado em serviço social com especialização em gestão e saúde pública, Francisco atua no setor público desde 1998. Naquele ano, foi secretário de Saúde de Cajueiro (AL), onde ficou até 2005. Tornou-se vereador do município alagoano em 2005.

Entre 2009 e 2012, ocupou o cargo de secretário de Assistência Social de Maceió (AL). Depois mudou-se para Brasília, onde trabalhou na Câmara dos Deputados como assistente técnico da Secretaria de Comunicação, de 2015 a 2018.

Antes de assumir a Secretaria Adjunta de Gestão em Saúde, na Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Francisco esteve no comando da Diretoria de Risco e Reabilitação Urbana do Ministério das Cidades.

No currículo do novo presidente do IHB consta também qualificação em coaching.

Dificuldades
Antes de o nome de Francisco chegar até o conselho, a mais cotada para o cargo era a psiquiatra Renata Soares Rainha. O Palácio do Buriti, entretanto, desistiu da indicação.

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, argumentou que um dos impedimentos em relação a Renata Rainha é o fato de a mãe dela, Rose Rainha, ser dirigente da Fundação Ulysses Guimarães, do MDB.

Filha do conselheiro do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) e ex-presidente do órgão Renato Rainha, a médica ocupa atualmente o posto de subsecretária de Atenção Integral à Saúde do DF.

Últimas notícias