Projeto de Brasília flagra onça-parda em área de preservação

Imagens captadas por "armadilhas fotográficas" instaladas por biólogos do projeto Brasília é o Bicho mostram o segundo maior felino do país

atualizado 29/01/2021 14:42

onça parda no dfProjeto Brasília é o bicho/Reprodução

Uma onça-parda foi flagrada caminhando tranquilamente próximo à fronteira norte do Distrito Federal com o estado de Goiás, no início do ano. A cena que se passa na Área de Proteção Ambiental do Planalto Central e foi divulgada nessa quarta-feira (27/1) pelo projeto Brasília é o Bicho.

O animal, também chamado de puma ou suçuarana, é o segundo maior felino do Brasil. O flagrante ocorreu graças às emboscadas instaladas. “Esse sistema é conhecido como armadilhas fotográficas para mamíferos de grande e médio porte”, comenta Rands Zebalos, biólogo da iniciativa.

O projeto, criado há seis anos, conta com a colaboração de seis profissionais e monitora a região há cinco anos. “Esse indivíduo a gente consegue identificar pela orelha cortada – inclusive, esse é nome dele”, revela Zebalos. O biólogo acredita que uma disputa territorial resultou na cicatriz do felino.

Segundo o especialista, apesar de esse animal ter se adaptado bem a ambientes antropizados, ou seja, que sofreram a interferência humana, correm “leve risco de extinção”.

Veja imagem do animal flagrado pelo projeto Brasília é o bicho:
0

Últimas notícias