Vídeo: morador do DF tem rebanho de gado furtado na madrugada

Das 18 vacas, oito foram levadas. Câmeras de segurança flagraram a ação criminosa

atualizado 29/01/2021 17:13

Ao chegar para trabalhar, na manhã dessa quinta-feira (28/1), Simário de Souza Santos, 44 anos, tomou um susto. Criador de gado, o morador da zona rural de Santa Maria deparou-se com os cadeados da fazenda arrombados e oito animais a menos no rebanho. Na noite anterior, eram 18 cabeças de gado.

“Cheguei pela manhã para tirar o leite e estava tudo arrebentado”, comenta Simário ao Metrópoles. O trabalho como pecuarista, o qual exerce há dois anos, é o sustento para esposa dele, Margarete Laurinda de Souza, 39, e os dois filhos do casal, um garoto de 15 e uma menina de 11. “Foi muito triste para a gente que é trabalhador, pai de família. Tem de ser uma pessoa que não tem coração para fazer um negócio desse”, desabafou.

Veja imagens do crime:

Segundo Simário, a renda familiar consiste na extração de leite e na venda de derivados, como queijo. Ele afirma, ainda, que as vacas furtadas estavam prenhas e que, diariamente, extraíam de 80 litros a 100 litros. No fim do mês, a produção era suficiente para a família faturar até cerca de R$ 3 mil.

Após o crime abigeato – como a legislação denomina a prática de furto de semovente domesticável para produção -, restou apenas a revolta. “A gente trabalha de dia à noite para vir um vagabundo desses e levar o que é nosso”, protestou o criador.

Simário registrou ocorrência na 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria). Imagens capturadas por câmeras de segurança mostram parte do furto.

Se identificado e preso, o autor do crime pode pegar de 2 a 5 anos de prisão, pelo crime de furto qualificado. Pouco antes das 17h desta sexta-feira (29/1), Simário informou ao Metrópoles que os animais furtados foram encontrados.

Últimas notícias