Saiba como assistir à primeira votação remota da história da CLDF

Deputados usarão aplicativo de videoconferência. Medida foi viabilizada pela Mesa Diretora, preocupada com a pandemia de coronavírus

atualizado 23/03/2020 18:24

Com o avanço do coronavírus (Covid-19) no Distrito Federal, a Câmara Legislativa realizará, nesta terça-feira (24/03), pela primeira vez na sua história, votação remota. A transmissão deverá ser exibida pela TV Web CLDF, na página da própria Casa e pelo YouTube. A decisão foi tomada nesta segunda-feira (23/03), durante o Colégio de Líderes.

A princípio, os deputados deverão utilizar o aplicativo Zoom. Ele permite que várias pessoas se conectem ao mesmo tempo em conversas simultâneas. Cada deputado receberá uma senha para entrar na conversa via videoconferência.

Os líderes dos blocos passaram parte da tarde em treinamento com técnicos da Coordenadoria de Modernização e Informática (CMI) para aprender a usar o aplicativo, especialmente para as discussões sobre os projetos.

Os distritais também receberão suporte dos técnicos da Casa de forma remota, por telefone e pela internet. Para que a votação ocorra de maneira mais tranquila, os deputados deverão estar em local com boa conexão com a internet e utilizar um computador ou tablet.

Os assessores, por sua vez, vão precisar acompanhar a sessão pela TV CLDF, pois o objetivo da sessão remota é evitar que servidores e deputados tenham contato e possibilitem a transmissão da Covid-19.

Nesta segunda-feira, a Mesa Diretora publicou ato declarando que as votações remotas serão exceção, e só poderão ser utilizadas em casos de calamidade pública, falta de meios para que os distritais cheguem à sede do Legislativo local ou, ainda, em caso de epidemias e pandemias.

Pauta

A princípio, a pauta para esta terça-feira (24/03) será composta por uma alteração na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o pagamento da Gratificação de Apoio Técnico-Administrativo (Gata) aos profissionais da Saúde e a mudança de convênios do governo com o setor produtivo.

Para a quarta-feira (25/03), os distritais devem analisar pelo menos um projeto de cada parlamentar, crédito para publicidade e o remanejamento de emendas que não serão executadas para outras áreas, entre elas, destinadas ao combate ao coronavírus.

Últimas notícias