*
 

Numa cerimônia concorrida no Palácio do Buriti, a ex-governadora do DF Maria de Lourdes Abadia (PSDB) tomou posse como secretária de Projetos Estratégicos do GDF, na manhã desta quarta-feira  (1º/11). A pasta foi criada especialmente para abrigá-la, conforme o Metrópoles revelou no dia 25 de outubro.

Abadia disse que assume o cargo com o compromisso de atender aos menos favorecidos. “Não vim ao mundo para tomar banho de espuma nem esquiar. Meu compromisso é com os pobres”, disse a ex-governadora, que já foi administradora de Ceilândia.

Na secretaria, Abadia vai cuidar de assentamentos como Sol Nascente e Pôr do Sol, em Ceilândia, e Vila Buritizinho, em Sobradinho, além do Lixão da Estrutural, cuja desativação foi adiada para janeiro de 2018.

Abadia embarca no GDF em meio a uma crise interna do seu partido no âmbito local. Por conta disso, aproveitou para elogiar a “coragem” do governador Rodrigo Rollemberg (PSB) de tê-la convidado para compor o primeiro escalão do Executivo, “mesmo com todas as dificuldades”.

“Alguns viram como ato de rebeldia, mas não é. É compromisso com o Brasil”, destacou. Antes, ressaltou que se sentia em um palanque. Perguntada depois da posse se pode vir como vice de Rollemberg no ano que vem, disse: “O futuro a Deus pertence”.

Rival do presidente regional da sigla, Izalci Lucas, a tucana aproveitou para mandar um recado aos seus adversários. “Tomo posse hoje e não vou sair. Sou tombada nesse partido. Tenho a honra de ter a inscrição número 1 do PSDB.  Sou uma tucana de bico grande e tenho privilégio de olhar nos olhos dos meus eleitores e dizer: ‘Não vou mentir’.  Nunca decepcionei os meus líderes”, acrescentou.

Abadia lembrou também que ocupou o cargo de secretária de Turismo no governo Cristovam Buarque; na gestão de José Roberto Arruda, foi convidada para assumir uma pasta da área social, mas não aceitou; no de Joaquim Roriz, assumiu as funções de secretária das Administrações Regionais, vice-governadora e chefe do Executivo por nove meses. Ao falar o nome de Roriz, foi muito aplaudida.

Ampliação
Logo depois, foi a vez de Rollemberg discursar. O governador destacou que se sente muito feliz em trazer o PSDB para o Executivo. “Quero ampliar a participação do partido no nosso governo porque vocês têm muito a contribuir. Tenho certeza que juntos vamos vencer.” Além de Abadia, tomaram posse Sebastião Melchior, secretário-adjunto, e Virgílio Neto, subsecretário da pasta.

Rollemberg lembrou que, na semana passada, esteve com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. “Pouquíssimos políticos nesse país estão realmente preocupados com o povo como a senhora. Já disputamos eleições, mas sempre mantive pela senhora o mais profundo respeito”, disse.

A posse foi sem a presença dos caciques do PSDB, como Alckmin e o presidente interino da sigla, senador Tasso Jereissati (CE). Estava no Buriti apenas o deputado federal Caio Narcio (PSDB/MG). “Rodrigo Rollemberg traz para seu governo um dos melhores quadros do PSDB. Maria Abadia é reconhecida por todos”, assinalou.

Perfil
Abadia tem bastante experiência como gestora. Entre outras funções, assumiu o cargo de vice-governadora e também ficou à frente do Executivo em 2006, no lugar de Joaquim Roriz. No Parlamento, foi deputada distrital e federal. Ajudou a consolidar a maior cidade do Distrito Federal, Ceilândia.

Em 1972, começou a trabalhar no Centro de Desenvolvimento Social (CDS), responsável pela integração dos moradores do novo núcleo habitacional. Logo foi convidada pelo governador Hélio Prates para assumir a Administração de Ceilândia. O nome do estádio Abadião é em sua homenagem.

Está no PSDB há décadas. É considerada uma política séria e respeitada na cidade, com prestígio junto à Executiva nacional.

 

 

 

COMENTE

rollembergAbadia
comunicar erro à redação