*
 

Após almoço na Residência Oficial de Águas Claras, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) confirmou o nome de Maria de Lourdes Abadia no comando da Secretaria de Assuntos Estratégicos do GDF. A pasta foi criada especialmente para acomodar a ex-governadora do DF e integrante do PSDB, conforme antecipou o Metrópoles na manhã desta quarta-feira (25/10).

“Vínhamos há algum tempo pensando em mudanças nas áreas administrativas do governo e em novas iniciativas, como a implantação de projetos no Sol Nascente, a desativação do Lixão da Estrutural e a incorporação dos catadores. Chegamos à conclusão de que o melhor nome, pela experiência e espírito público, seria o de Maria de Lourdes Abadia”, disse Rollemberg, em coletiva à imprensa nesta tarde.

Ao comentar a decisão, Abadia falou sobre as desavenças entre os tucanos no DF. “Há um problema interno no partido. O governador convidou os fundadores [da legenda na capital] para fazer parte do Executivo – o Virgílio Neto e eu. A composição foi possível a partir da anuência da Executiva Nacional, que está pavimentando as eleições”, destacou a ex-governadora.

Maria de Lourdes Abadia ainda minimizou uma possível retaliação por parte do presidente do PSDB-DF, o deputado federal Izalci Lucas. “Dizem que vou ser expulsa [do partido], mas eu sou ‘tombada’ no partido, tipo patrimônio histórico”, brincou.

Segundo ela, Rollemberg ofereceu, inicialmente, a Secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedesmidh) – com o desembarque do PDT do governo, Gutemberg Gomes deixou a pasta –, mas Abadia não aceitou. “Queria uma coisa assim lá pelo Sol Nascente, essa área social, que é o meu lado.”

Além de Abadia, o GDF vai acomodar outro tucano na estrutura do Executivo: o advogado Virgílio Neto, suplente de deputado. Ele assumirá a Subsecretaria de Integração Social, vinculada à Sedesmidh.

A decisão foi tomada após uma conversa entre Rollemberg e o presidente interino do PSDB nacional, o senador Tasso Jereissati, na terça-feira (24), no cafezinho do Senado. Com o embarque do PSDB na base governista, a tendência é de que o grupo mais alinhado com Abadia se fortaleça, já se preparando para 2018.

Rollemberg fez questão de frisar que a entrada do PSDB no GDF tem apoio de outros tucanos graúdos, como o governador de São Paulo. “O Geraldo Alckmin fez questão de me ligar duas vezes para demonstrar a satisfação dessa aproximação do PSDB com o PSB no DF”, disse.

Abismo acentuado
A anuência de Jereissati é considerada uma derrota do deputado federal Izalci Lucas, que se mantém no comando do PSDB candango sob forte resistência da oposição.

Rival de Abadia no partido, Izalci desautorizou o ingresso da sigla no governo. Ao Metrópoles, o parlamentar disse que, na última segunda-feira (23), se reuniu com Jereissati, que lhe contou sobre os planos de Rollemberg.

“Se Abadia está precisando de salário e de resolver problemas pessoais, ela que peça licença do PSDB, porque não há a menor possibilidade de o partido se unir a um governo com 90% de rejeição. É muita prepotência de Rollemberg achar que pode nos cooptar desta forma”, disparou Izalci. A posição do dirigente partidário, contudo, foi ignorada pelos correligionários

Perfil
Abadia tem bastante experiência como gestora. Entre outras funções, assumiu o cargo de vice-governadora e também ficou à frente do Executivo em 2006, no lugar de Joaquim Roriz. No Parlamento, foi deputada distrital e federal. Ajudou a consolidar a maior cidade do Distrito Federal, Ceilândia.

Em 1972, começou a trabalhar no Centro de Desenvolvimento Social (CDS), responsável pela integração dos moradores do novo núcleo habitacional. Logo foi convidada pelo governador Hélio Prates para assumir a Administração de Ceilândia. O nome do estádio Abadião é em sua homenagem.

Está no PSDB há décadas. É considerada uma política séria e respeitada na cidade, com prestígio junto à Executiva nacional.

Tucanos na árvore
Durante o anúncio do governador, dois tucanos foram vistos pousados em uma árvore no jardim da Residência Oficial. “Eles vêm sempre aqui. Às vezes passam voando dentro da sala, mas hoje estão mais felizes. Nunca fizeram tanto barulho”, brincou Rollemberg, depois de fazer fotos dos pássaros.

Daniel Ferreira/Metrópoles

Tucanos vistos na Residência Oficial do governador