*
 

Segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) vai participar de uma “live” no Facebook da igreja brasiliense Ministério da Fé, com sede em Taguatinga. Às 13h desta quarta-feira (8/11), o parlamentar estará ao lado do líder evangélico Fadi Faraj (Solidariedade), suplente do senador José Antônio Reguffe (sem partido).

Irmão da distrital Sandra Faraj (SD), Fadi e a deputada foram alvos da Operação Heméra (deusa da mentira, segundo a mitologia grega), realizada em abril deste ano pelo Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT). À época, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão e quatro de condução coercitiva (quando a pessoa é levada para depor).

Fadi e Sandra foram investigados por ameaça a testemunhas durante uma apuração do Ministério Público. O MPDFT denunciou Sandra duas vezes à Justiça: uma por improbidade administrativa, em junho; outra por estelionato, em outubro.

A parlamentar é acusada pelos sócios da empresa Netpub, entre eles Filipe Nogueira, ex-funcionário do gabinete da deputada, de dar calote de R$ 150 mil à companhia. Nogueira teria prestado serviço de informática para a distrital, entre 2015 e 2016, e recebido apenas R$ 24 mil dos R$ 174 mil devidos. Sandra e Fadi negam quaisquer irregularidades.

Divulgação  

 

COMENTE

Jair Bolsonaroministério da féFadi Faraj
comunicar erro à redação

Leia mais: Política