*
 

Ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e atual corregedor nacional da entidade, Ibaneis Rocha se filiará ao PMDB na próxima quarta-feira (8/11), às 19h, na sede do partido.

O defensor ambiciona a candidatura ao Palácio do Buriti e pretende convencer os demais membros da executiva da sigla. A incorporação dele ao partido já vinha sendo costurada, mas foi oficializada nesta quarta (1º/11), quando fechou questão com o presidente regional da legenda, o ex-governador Tadeu Filippelli.

“Fechamos minha filiação, mas não sei se serei o candidato do partido ao governo. Vamos conversar, pois há um grupo que já está em fase adiantada de negociações, com objetivos parecidos”, declarou o Ibaneis.

Wellington Luiz ameaça sair
Ibaneis deve sofrer resistência de uma ala peemedebista. Um dos membros do partido contrários à nominata é o deputado distrital Wellington Luiz.

Com a inviabilidade de Filippelli para disputar o governo — desgastado após ser preso por suspeitas de ter cometido irregularidades nas obras do Estádio Nacional Mané Garrincha de Brasília —, o nome do parlamentar passou a ser cogitado para o cargo de vice-governador na chapa com Jofran Frejat (PR).

“A vinda dele foi negociada sem que nós fôssemos consultados. Estamos conversando há mais tempo, tentando viabilizar o PMDB para as próximas eleições. Caso ele venha sem a nossa anuência, eu, sinceramente, pensarei se vou permanecer no PMDB”, protestou Wellington Luiz, que também é secretário-geral do partido.

 

 

COMENTE

PMDBPalácio do Buritiibaneis rocha
comunicar erro à redação