Contra mato, sujeira e buracos, Ibaneis lança SOS Distrito Federal

O emedebista diz que quer escolher todos os administradores nesta semana para colocarem a mão na massa a partir de quarta (2)

Hugo Barreto/MetrópolesHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 01/01/2019 10:19

O governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), começou o primeiro dia do ano no Santuário Dom Bosco, na Asa Sul, onde participa de uma missa ao lado de amigos, familiares e integrantes do primeiro escalão de sua gestão. Antes de a celebração começar, avisou que a partir desta quarta-feira (2/1) vai trabalhar para que todos os administradores regionais estejam indicados.

“Para estarmos com o nosso SOS Distrito Federal funcionando a partir de amanhã [quarta]. Com várias equipes na limpeza e conservação da cidade, na melhoria dos asfaltos”, assinalou. Depois da missa, o emedebista segue para a posse na Câmara Legislativa e termina a programação no Palácio do Buriti.

Ao chegar ao santuário, Ibaneis cumprimentou muitos presentes e disse que foi buscar proteção para governar o DF pelos próximos quatro anos. “Temos consciência dos problemas do DF e, por isso, viemos pedir bênçãos”, disse.

Vestido de terno preto, o emedebista chegou acompanhado da esposa, Mayara Noronha, e da mãe, Maria Mercedes, entre outros familiares. Antes de a missa celebrada pelo arcebispo de Brasília, dom Sérgio da Rocha, ter início, reforçou suas prioridades.

Vamos cuidar da saúde. É uma determinação imediata. Também precisamos de medidas na área da segurança. Trazer mais policiais, principalmente aqueles que estão na reserva e aposentados, para que a gente possa reabrir as delegacias do DF

Ibaneis Rocha, governador eleito do DF

Ibaneis falou, ainda, da expectativa para receber a faixa das mãos do governador Rodrigo Rollemberg (PSB). “Trabalhei muito no ano de 2018 para isso. A campanha foi bastante acirrada e esse momento de preparação com a transição nos trouxe mais consciência dos problemas que vamos encontrar. A expectativa da população é muito grande e positiva, de que vamos conseguir mudar a vida das pessoas com esse compromisso que assumimos hoje, dia 1º de janeiro”, ressaltou.

O emedebista disse que todo o esforço será para cumprir os compromissos de campanha. “Mas sempre com Deus na frente fica mais fácil. Vim aqui pedir essa proteção. Peço que Deus nos ilumine na decisão que vamos tomar. O governo não é de quem mais acerta, mas sim de quem menos erra”, assinalou.

Para Ibaneis, outra prioridade é a geração de emprego. “Voltando a dar credibilidade ao empresariado na área privada e lançando os editais das obras públicas, que estão previstos para 2019. Vamos fazer um choque na economia do DF, trazendo novas empresas. Temos notícias de novas empresas que querem se instalar no DF e vamos dar todas as condições”, afirmou.

Proximidade com o governo federal
O governador eleito espera contar com o governo de Jair Bolsonaro (PSL), que também será empossado nesta terça (1º). “Acho que o governo federal é a grande fonte de renda que existe no país, principalmente na área de saneamento básico, construção de casas populares. Tudo isso traz muitos recursos. Eu acredito no presidente Bolsonaro e em sua equipe. A previsão de crescimento econômico é muito boa”, disse.

Entre as autoridades presentes na missa, estão o futuro secretário de Fazenda e Planejamento, André Clemente; Anderson Torres, secretário de Segurança; Fernando Leite, presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb); e a próxima comandante da PM, a coronel Sheyla Soares Sampaio.

O vice-governador eleito, Paco Britto, também está no santuário, bem como Sarney Filho, que será secretário do Meio Ambiente do DF; o chefe da Casa Civil, Eumar Novacki; o adjunto da pasta, Marcelo Martins Cunha; e Estefânia Viveiros, ex-presidente da OAB-DF.

Últimas notícias