*
 

A terceira via, grupo formado inicialmente por nove partidos para disputar as Eleições 2018 no Distrito Federal, reafirmou nesta quinta-feira (28/6) duas pré-candidaturas majoritárias. O deputado federal Izalci Lucas (PSDB) será o cabeça de chapa, entrando na disputa pelo Palácio do Buriti. O senador Cristovam Buarque (PPS) é o nome escolhido para concorrer a um novo mandato no Senado Federal.

Integrantes de sete das nove siglas que originaram a terceira via no DF se reuniram por mais de três horas no gabinete de Cristovam Buarque, nesta tarde. Ao fim do encontro, PSDB, PPS, PRB, PSD, Patriota, DC e PSC divulgaram nota conjunta (veja abaixo). Assim, PMB e PSL desembarcaram da chapa, mas ainda não foi divulgado que rumo vão tomar.

O anúncio demonstra, acima de tudo, que os sete partidos remanescentes superaram as dúvidas acerca da segurança jurídica e política da viabilidade de Izalci como candidato a governador do Distrito Federal, embora o tucano venha sido alvo de ações movidas por seus próprios correligionários: é questionada a legitimidade do deputado federal como presidente do PSDB-DF, sendo que a sigla não promove eleições internas para a escolha do comando da Executiva regional há sete anos.

 

Reprodução

 

Ao fim da reunião, Cristovam Buarque disse que o grupo fez um recesso e discutiu se deveria substituir Izalci ou mantê-lo como cabeça de chapa. “Chegamos à conclusão de que não vamos levar em conta esses processos que vêm do PSDB, porque achamos que são produtos de infiltrações”, declarou o senador, um dos coordenadores da terceira via – o outro é o deputado federal Rogério Rosso (PSD), o qual não participou do encontro.

O parlamentar garante que os trabalhos para conquistar votos serão retomados imediatamente. “Vamos para a rua já, a partir de hoje”, disse.

Também estavam no gabinete: o secretário nacional do PRB, ex-deputado distrital Evandro Garla; o braço direito de Rosso e vice-presidente do PSD, Arthur Bernardes; o presidente do PSC-DF, Zenóbio Rocha; o vice-presidente do DC e filho de Izalci, Sérgio Ferreira; o presidente do PPS-DF, Chico Andrade; e o líder do Patriota-DF, Paulo Fernando.

Agora, a aliança espera a confirmação das pré-candidaturas nos diretórios nacionais e locais das sete siglas, o que só deve ocorrer durante as convenções partidárias a serem realizadas até o início de agosto em todo o país. Só depois, o outro postulante ao Senado e ao cargo de vice-governador devem ser anunciados, de acordo com os participantes da terceira via distrital.