Petrobras prevê abastecimento normal de gasolina no DF em até 4 dias

Segundo a empresa, problemas foram causados por furtos nos dutos que os transportam o combustível

atualizado 20/04/2021 20:24

Tânia Rêgo/Agência Brasil

Após o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes do Distrito Federal (Sindicombustíveis-DF) alertar para o risco de o DF ficar sem gasolina, a Petrobras informou que o abastecimento deve ser normalizado ainda nesta semana. Segundo a empresa, furtos ao longo de abril no poliduto que atende Brasília causaram o problema.

Para normalizar o atendimento e minimizar o risco de desabastecimento, a Petrobras disse que “ofertou produto em outros polos de entrega para complementar o suprimento” na capital. A expectativa é que até sábado (24/4) a entrega de combustível esteja normalizada.

Alguns postos, no entanto, já tiveram pane seca na segunda-feira (19/4). De acordo com o sindicato que representa esses estabelecimentos, Brasília tem 325 postos. “Não sei quantos podem estar sem produto, mas a falta já começa a aparecer, pois estão acabando os estoques”, afirmou o presidente do Sindicombustíveis-DF, Paulo Tavares.

Segundo a entidade, alguns estabelecimentos estão recebendo quotas mínimas, de até 2 mil litros por dia – quantidade que representa apenas um terço da venda diária.

“O problema vem desde a semana passada. A Petrobras e a Transpetro deram previsão de sanar as dificuldades logísticas no sábado passado (17/4). Corremos realmente sérios riscos de ficarmos sem gasolina no Distrito Federal. A Petrobras ainda não se pronunciou sobre a solução do problema logístico do duto, e os estoques das distribuidoras estão no fim”, pontuou o Sindicombustíveis-DF, antes da manifestação oficial da estatal.

Em vídeo divulgado nesta manhã, Paulo Tavares enfatizou que os estoques estão baixos, tanto nas distribuidoras, quanto nos postos de gasolina: “Ontem, por exemplo, quatro postos tiveram pane seca por falta de produto. As quotas estão sendo entregue entre metade e até um terço do que cada posto vende, em média, por dia. Portanto, se esse problema não for sanado, até a sexta-feira ou quinta, com certeza teremos falta de gasolina no Distrito Federal”.

Assista:

Últimas notícias