Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

DF corre risco de ficar sem gasolina, diz Sindicombustíveis

Alguns postos de combustíveis estão recebendo quotas mínimas de 2 mil litros por dia, o que corresponde a menos da metade da venda diária

atualizado 20/04/2021 19:39

Carro durante abastecimento em posto do Distrito FederalAndre Borges/Esp. Metrópoles

O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes do Distrito Federal (Sindicombustíveis-DF) alertou, nesta terça-feira (20/4), para o risco de o DF ficar sem gasolina. Segundo a entidade, há escassez do produto e, por isso, alguns postos já tiveram pane seca na última segunda-feira (19/4).

Presidente do Sindicombustíveis-DF, Paulo Tavares disse à coluna Grande Angular que o problema ocorre na distribuição da gasolina por duto. A capital do país tem 325 postos. “Não sei quantos podem estar sem produto, mas a falta já começa a aparecer, pois estão acabando os estoques”, afirmou.

Segundo a entidade, alguns estabelecimentos estão recebendo quotas mínimas, de até 2 mil litros por dia – quantidade que representa apenas um terço da venda diária.

“O problema vem desde a semana passada. A Petrobras e a Transpetro deram previsão de sanar as dificuldades logísticas no sábado passado (17/4). Corremos realmente sérios riscos de ficarmos sem gasolina no Distrito Federal. A Petrobras ainda não se pronunciou sobre a solução do problema logístico do duto, e os estoques das distribuidoras estão no fim”, pontuou o Sindicombustíveis-DF.

Em vídeo divulgado nesta manhã, Paulo Tavares enfatizou que os estoques estão baixos, tanto nas distribuidoras, quanto nos postos de gasolina: “Ontem, por exemplo, quatro postos tiveram pane seca por falta de produto. As quotas estão sendo entregue entre metade e até um terço do que cada posto vende, em média, por dia. Portanto, se esse problema não for sanado, até a sexta-feira ou quinta, com certeza teremos falta de gasolina no Distrito Federal”.

Assista:

Outro lado

Em nota encaminhada à coluna nesta noite, a Petrobras confirmou “atrasos pontuais nas entregas de gasolina” ao DF e informou que a situação será regularizada em quatro dias, no sábado (24/4).

Confira a íntegra:

“Em virtude de eventos de derivação clandestina ocorridos ao longo de abril no poliduto que atende Brasília, ocorreram atrasos pontuais nas entregas de gasolina.  

Com  a finalidade de cumprir os compromissos com os clientes e minimizar o risco de abastecimento, a Petrobras ofertou produto em outros polos de entrega para complementar o suprimento de Brasília.

O próximo lote via poliduto tem chegada prevista para o dia 24 de abril e a situação será normalizada nesta data.”

Últimas notícias