*
 

O pequeno Thierry Castro Costa, de apenas 4 anos, foi nomeado pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) como interlocutor para assuntos de segurança pública infantil. A criança recebeu a designação simbólica durante sua festinha de aniversário, na noite de sábado (3/3), também organizada pela corporação, da qual ele diz ser grande fã.

A admiração do garoto pelo trabalho da PMDF mobilizou a instituição, que se organizou para fazer a festa. Thierry ganhou até bolo personalizado.

A PMDF destacou a gratidão por encontrar famílias e jovens como Thierry, que admiram e respeitam o trabalho da corporação. PMDF/Divulgação

Confusão na porta do hospital
Em 30 de janeiro deste ano, uma confusão envolvendo outro menino fardado foi parar na delegacia. O desenhista Eduardo de Jesus Pereira, 38 anos, estava com o filho, Thalyson Eduardo Pereira da Costa, 10, no Hospital Regional da Ceilândia (HRC). O garoto é conhecido nas redes sociais por ostentar fotos com trajes das forças especiais da tropa.

O homem esperava a esposa, Gláucia Tamares, 31, ser chamada para uma consulta, quando um vigilante questionou as vestimentas da criança, que portava também uma arma de pressão (airsoft). Eduardo tentou argumentar com o vigia que o menino é conhecido por PMs da região e, inclusive, teria ganhado as insígnias de praças e oficiais. Mas o segurança entendeu se tratar de algo ilegal e ligou para o 190. Uma guarnição do 8º Batalhão (Ceilândia) chegou ao local e deu razão ao denunciante.

Alterado, o pai do garoto foi até algemado. Traumatizado, Thalyson chegou a dizer que não gostaria mais de vestir as fardas. O episódio causou mal-estar na PMDF e levou o comando a organizar um evento para pedir desculpas formais à criança.