metropoles.com

“Peguei o pior índice de feminicídio da história”, diz Celina Leão

Governadora lançou nesta quinta-feira a campanha A Sua Denúncia Salva, para propor ações voltadas à prevenção do feminicídio

atualizado

Compartilhar notícia

Hugo Barreto / Metrópoles
Celina Leão - Metrópoles
1 de 1 Celina Leão - Metrópoles - Foto: Hugo Barreto / Metrópoles

A governadora em exercício do Distrito Federal, Celina Leão (PP), lançou, na manhã desta quinta-feira (9/3), a campanha “A Sua Denúncia Salva”, contra o feminicídio.

“O movimento de mulheres é o que reequilibra a nossa sociedade. Peguei o pior índice de feminicídio da história do DF. Perdemos nove mulheres no DF este ano. Das nove, quatro nunca registraram boletim de ocorrência.”, afirmou Celina.

“Precisamos perceber que o Estado precisa melhorar. Estamos criando procedimentos e protocolos para que aquela mulher, no segundo momento de registro, já tenha acesso a equipamentos para que ela seja definitivamente protegida”, afirmou a governadora.

Na oportunidade, Celina destacou que a força-tarefa criada para propor ações voltadas à prevenção do feminicídio ganhou reforço da Câmara e do Senado Federal, em decreto publicado no Diário Oficial (DODF) desta quinta.

“Nós trazemos o olhar Federal e a oportunidade de agregarmos políticas públicas para trocar experiências. Vamos discutir os problemas e soluções e até aportes financeiros para o GDF. O objetivo é ampliar a proteção à mulher”, defendeu Celina.

Ela ressaltou que a força-tarefa é definitiva. “A sociedade civil organizada também irá participar. Já definimos metas para as nossas pastas e vamos nos reunir para alinhar onde precisamos avançar. Também anunciamos o lançamento com os valores das bolsas-auxílio para os órfãos do feminicídio e para o auxílio-aluguel das mulheres vítimas de violência doméstica.”

Celina Leão lembrou de projetos de lei aprovados por ela na Câmara dos Deputados, quando era parlamentar, e o trabalho para regulamentar essas leis no Distrito Federal, a exemplo de uma que determina às escolas da rede pública promoverem uma semana de combate à violência contra as mulheres.

Ainda segundo Celina Leão, todas as 84 leis aprovadas na Câmara Federal pela bancada feminina serão regulamentadas também no Distrito Federal.

A Sua Denúncia Salva

A campanha institucional será veiculada nas principais redes de rádio e televisão, além de mídias digital e impressa. A exibição teve início nesta quarta-feira (8/2), Dia Internacional da Mulher.

“É importante entender que a pauta da mulher deve ser de toda a sociedade, e não só do governo. É alarmante que 70% das vítimas de feminicídio não procuraram ajuda e muitas famílias sabiam e não denunciaram. A pauta da mulher tem que sair das páginas policiais. Vamos combater esse mal através de toda a sociedade”, acrescentou a secretária da Mulher, Giselle Ferreira.

Mulheres em Espaço de Poder

O evento desta manhã ocorreu no Auditório Lindberg Aziz Cury, na Câmara Legislativa do DF.

Na ocasião, a Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF), em parceria com a Secretaria da Mulher, promoveu a palestra Mulheres em Espaço de Poder.

O evento, organizado para comemorar o Mês da Mulher, aborda a realidade feminina no contexto de cargos de liderança e suas problemáticas quanto aos desafios para o empoderamento.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?