metropoles.com

Operada, avó de Michelle Bolsonaro deve deixar UTI na segunda-feira

Maria Aparecida Firmo Ferreira, 78 anos, passou por cirurgia na tarde deste domingo, no Hospital de Base. O estado dela é estável

atualizado

Compartilhar notícia

IGO ESTRELA/METRÓPOLES
Michelle Bolsonaro
1 de 1 Michelle Bolsonaro - Foto: IGO ESTRELA/METRÓPOLES

A avó materna da primeira-dama da República, Michelle Bolsonaro, Maria Aparecida Firmo Ferreira, de 78 anos, foi operada, na tarde deste domingo (11/08/2019),devido a uma fratura no quadril. O procedimento, realizado no Hospital de Base, começou por volta das 12h30. Os médicos da unidade de saúde realizaram a cirurgia em duas horas. Liberada, a paciente se recupera na unidade de terapia intensiva (UTI) e seu estado de saúde é estável. Ela ficará em observação e deve ser encaminhada à enfermaria nesta segunda-feira (12/08/2019).

Maria Aparecida ficou na fila da cirurgia, em uma maca improvisada nos corredores do Hospital Regional de Ceilândia (HRC), por dois dias. Somente após o caso ser divulgado, ela foi transferida para o Hospital de Base, nesse sábado (10/08/2019). A suspeita inicial era de fratura no fêmur, mas o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) informou, por meio de nota, que a paciente teve uma lesão na bacia. Ela deu entrada no pronto-socorro do Hospital de Base às 21h54 de sábado e foi atendida às 22h28.

Neste domingo (11/08/2019), a pedido da família, o Iges-DF informou que não divulgará boletins sobre o estado de saúde da paciente.

No sábado, Maria Aparecida afirmou, em entrevista à Folha de S.Paulo, ter chegado ao hospital de Ceilândia na última quinta-feira (08/08/2019) e esperado por atendimento no corredor. A avó da primeira-dama relatou ter se acidentado na manhã do mesmo dia em que foi à unidade de saúde, na casa em que mora, no Condomínio Sol Nascente, periferia do DF.

O acidente

Uma das galinhas dela teria passado para a casa do lote ao lado. “Fui pedir à mulher para pegar a galinha. O pit-bull avançou no portão. Se ele pega meu rosto, tinha acabado comigo. Aí, naquele susto, caí de costas. Caí, quebrei meu fêmur e estou no corredor de espera. Tem gente aqui há mais de 20 dias, 30 dias e não chamam [para a cirurgia]” , disse Maria Aparecida à Folha de S.Paulo.

Sua neta Michelle e o presidente Jair Bolsonaro (PSL) moram no Palácio da Alvorada, a 37 km de distância do hospital. Acompanhada de uma tia da primeira-dama, Maria Aparecida afirmou que sofre de osteoporose e aguarda há cinco anos por uma cirurgia na perna direita – a mesma que machucou na última quinta-feira (07/08/2019).

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?

Notificações