Dia dos Pais de Bolsonaro tem passeio de moto, jetski e caldo de cana

Ao ser questionado sobre o estado de saúde da sua sogra, porém, o presidente se irritou: "É para estragar o Dia dos Pais", rebateu

Andre Borges/Especial para o MetrópolesAndre Borges/Especial para o Metrópoles

atualizado 11/08/2019 11:23

Neste domingo (11/08/2019), Dia dos Pais, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) quebrou o protocolo e passeou pelas ruas de Brasília. De moto, o chefe do Palácio do Planalto esteve no Clube da Aeronáutica, no setor de clubes norte, no Pontão do Lago Sul, onde pilotou um jetski, lanchou na Feira da Torre de TV e passou pela Catedral Metropolitana de Brasília.

Bolsonaro foi recebido por apoiadores da Torre de TV. Os simpatizantes do governo disseram palavras de apoio. O presidente tirou fotos e tomou caldo de cana.

Contudo, durante sua passagem pela feira, Bolsonaro também foi alvo de protestos. Mulheres gritaram palavras de ordem e chamaram o presidente de “autoritário” e “fascista”. Ele não rebateu as críticas.

Questionado sobre a internação da avó materna da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, Maria Aparecida Firmo Ferreira, de 78 anos, ele se irritou. “Uma pergunta dessas para estragar o dia dos pais? Tenha paciência”, disse.

A idosa teve uma lesão na bacia e passou por dois hospitais públicos — o Hospital Regional de Ceilândia e o Hospital de Base do DF.

Segundo informações da segurança do presidente, o passeio não estava previsto. Uma das assessoras disse à reportagem que Bolsonaro não informou o roteiro. Ele passou pelo Palácio do Planalto, mas não entrou no prédio onde despacha.

Clube
Por volta de 10h40, Bolsonaro retornou ao Clube da Aeronáutica. Lá, conversou com os jornalistas e aproveitou para reclamar da cobertura da imprensa. “Falta vocês (jornalistas) escreverem a verdade”, criticou.

Ele se irritou novamente com perguntas sobre a internação da avó da primeira-dama. Questionado sobre o estado de saúde dela e o que seria feito, o presidente fez pouco caso. “Pergunta lá para ela (Michelle)”, disparou.

O presidente não quis comentar a agenda de reformas ou a pauta econômica. “Pergunta lá para o Paulo Guedes (ministro da Economia)”, finalizou.

Bolsonaro retornou ao Palácio da Alvorada, residência oficial da presidência. Ele ironizou a comemoração do Dias dos Pais. Perguntado se encontraria os filhos neste domingo, Bolsonaro brincou. “Vou encontrar minha avó. Ela já morreu”, encerrou.

 

Últimas notícias