Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Sheik dos Bitcoins: PF pede sequestro de R$ 910 milhões e 17 imóveis

O império financeiro do operador foi erguido graças a um negócio multimilionário de lavagem de dinheiro, a partir de um esquema de pirâmide

atualizado 07/10/2022 9:01

Sheik dos Bitcoins Reprodução

A Polícia Federal (PF) pediu a 23ª Vara Federal de Curitiba o sequestro de R$ 910 milhões em espécie e 17 imóveis que pertencem ao empresário Francisley Valdevino da Silva, conhecido como Sheik dos Bitcoins. O império financeiro do operador foi erguido graças a um negócio multimilionário de lavagem de dinheiro, a partir de um esquema de pirâmide de investimentos em criptoativos.

Apenas uma das mansões do sheik, construída em Santa Catarina, é avaliada em R$ 64,5 milhões. Na mesa de trabalho usada pelo investigado, policiais federais apreenderam R$ 166,5 mil, US$ 6,45 mil, além de 840 pesos mexicanos. O investigado é o principal alvo da Operação Poyais, deflagrada pela PF na manhã desta quinta-feira (6/10).

O suspeito teria cometido crimes contra a economia popular e o sistema financeiro brasileiro, como estelionato e lavagem transnacional de dinheiro, além de ter movimentado ao menos R$ 4 bilhões. Com sete andares, a mansão tem 17 suítes com ar-condicionado, duas suítes presidenciais, sala de cinema para 15 pessoas, quatro salas de jantar – uma delas para 48 pessoas –, duas adegas, spa e elevador.

Veja imagens da mansão:

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
0

Sauna e jacuzzi

Na parte externa, o imóvel tem uma quadra poliesportiva, paredão rochoso de 16 metros com equipamentos de escalada, garagem coberta para 12 carros, sauna, jacuzzi com vista panorâmica e heliponto. A residência, no Condomínio Recanto dos Mares, a 50 km de Florianópolis, chegou a ser anunciada para venda.

Ao jornal O Globo, o advogado Antônio Goto, que representa a rede de vendedores das operações comandadas por Francis, afirmou que a venda da casa serviria para custear a recuperação do negócio e a quitação das dívidas com os investidores. No entanto, reforçou ser necessária a suspensão dos bloqueios judiciais antes disso e que Francis da Silva ainda não terminou de pagar o imóvel.

Uma certidão obtida pelo jornal carioca mostra que a propriedade está em nome da Two Inergalaxy Administradora de Imóveis, empresa do grupo do Sheik dos Bitcoins. O documento revela que a casa foi comprada por R$ 13 milhões, em outubro de 2020.

Investigação

As investigações começaram em março de 2022, depois de a Interpol enviar informações e uma solicitação passiva de cooperação policial internacional da Homeland Security Investigations (HSI), vinculada a um dos departamentos da Embaixada dos Estados Unidos em Brasília.

Em janeiro de 2022, a Interpol informou à PF que uma empresa internacional com atuação nos EUA e o principal gerenciador dela, Francisley Valdevino da Silva, eram investigados pela Força Tarefa de El Dorado, a El Dorado Task Force, da HSI de Nova Iorque.

Silva teria envolvimento com uma conspiração multimilionária de lavagem de dinheiro, a partir de um esquema de pirâmide de investimentos em criptoativos.

Diante das informações e do pedido de cooperação policial internacional, as investigações começaram em Curitiba. Apurações iniciais revelaram que o brasileiro tinha mais de 100 empresas abertas no país e que o grupo empresarial dele estaria lesando investidores nacionais e do exterior.

Durante as buscas realizadas nesta quinta-feira, os policiais apreenderam carros de luxo, grande quantidade de dinheiro em espécie, barras de ouro, cofres, itens importados de vestuário, além de computadores e documentos.

Veja os bens do investigado e itens apreendidos na operação:

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
Publicidade do parceiro Metrópoles 7
Publicidade do parceiro Metrópoles 8
Publicidade do parceiro Metrópoles 9
Publicidade do parceiro Metrópoles 10
0

Mais lidas
Últimas notícias