Sheik dos Bitcoins tenta vender mansão de R$ 64,5 milhões. Veja

Existem cinco bloqueios judiciais ao imóvel. No total, mansão tem 17 suítes, piscina, spa, garagem para 12 carros e vários outros luxos

atualizado 05/07/2022 22:25

Casa anunciada pelo sheikReprodução

O empresário Francisley Valdevino da Silva, dono de uma empresa que promovia o “aluguel” de criptomoedas e causou prejuízo de R$ 1,2 milhão a Sasha Meneghel, anunciou a venda de sua mansão em Santa Catarina, mesmo com cinco bloqueios judiciais do imóvel.

Francis da Silva, também conhecido como Sheik dos Bitcoins, pede R$ 64,5 milhões pela casa de sete andares. São 17 suítes com ar-condicionado, duas suítes presidenciais, sala de cinema para 15 pessoas, quatro salas de jantar (sendo uma delas para 48 pessoas), duas adegas, spa e elevador.

Já na parte externa, a mansão tem uma quadra poliesportiva, paredão rochoso de 16 metros com equipamentos de escalada, garagem coberta para 12 carros, sauna e jacuzzi com vista panorâmica e heliponto.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

O imóvel fica no Condomínio Recanto dos Mares, a 50 quilômetros de Florianópolis.

Ao jornal O Globo, o advogado Antonio Goto, que representa a rede de vendedores da operação de Francis, afirmou que a venda da casa servirá para custear a recuperação do negócio e a quitação das dívidas com os investidores. Mas reforçou que é necessário suspender os bloqueios judiciais antes disso. Ele alega ainda que Francis da Silva não terminou de pagar o imóvel.

Uma certidão obtida pelo jornal mostra que a propriedade está em nome da Two Inergalaxy Administradora de Imóveis, empresa do grupo do Sheik dos Bitcoins. De acordo com o documento, a casa foi comprada em outubro de 2020 pelo valor de R$ 13 milhões.

Os clientes lesados pelo negócio conduzido por Francis não foram informados da venda e se preocupam com a possibilidade do golpista desaparecer depois de receber o dinheiro. Além deste imóvel, uma mansão em Angra dos Reis, embarcações e um jatinho de Francis estão à venda.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias