Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Mulher é assassinada em Ceilândia; marido é o principal suspeito

Caso teria ocorrido, na manhã desta quarta-feira (3/8), na QNN 1, em Ceilândia Norte. Companheiro é principal suspeito

atualizado 03/08/2022 16:48

Mulher negra de cabelos lisos e grande sorri para a foto. Ela veste uma camisa cinza, fundo coloridoReprodução/Material cedido ao Metrópoles

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) atendeu na manhã desta quarta-feira (3/8) um caso de feminicídio, na QNN 1, em Ceilândia Norte. O principal suspeito do estrangulamento seria Leandro Nunes Caixeta, 34 anos, companheiro de Jeanne Pires dos Santos, 31 anos.

Violência contra mulher: identifique e saiba como denunciar

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
Publicidade do parceiro Metrópoles 7
0

A PCDF não sabe informar a dinâmica dos fatos, mas aponta que havia um histórico de violência doméstica entre o casal, em procedimento já arquivado na Justiça. De acordo com o Samu, Jeanne teve parada cardiorrespiratória e apresentava hematomas pelo corpo.

O caso dessa quarta soma-se aos outros 11 feminicídios registrados, em sete meses, no DF. No mesmo período de 2021, 16 mulheres perderam a vida pelo crime de ódio. Apesar da redução, os assassinatos seguem chocando e indignando moradores da capital federal. Todos envolveram selvagerias como esfaqueamentos, estrangulamentos, espancamentos, além da vítimas também terem sido alvejadas ou queimadas.

Junho foi o mês que encerrou com o maior número de casos de feminicídio em 2022; são três mortes. Em seguida:

  • Janeiro – dois casos;
  • Fevereiro – dois casos;
  • Março – um caso;
  • Maio – dois casos;
  • Junho – três casos.
  • Julho – um caso.

Aguarde mais informações

Mais lidas
Últimas notícias