Moro anda em tanque de guerra durante visita a presídio no DF

Ministro da Justiça esteve ao lado do titular da Defesa quando prorrogou por mais seis meses a presença da Força Nacional no local ameaçado

Hugo Barreto/Metrópoles

atualizado 27/02/2020 16:18

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, entrou, literalmente, num tanque de guerra para atestar a segurança na Penitenciária Federal de Brasília. Durante a inspeção, realizada na quarta-feira (26/02/2020), o ex-juiz andou no veículo das Forças Armadas ao lado do ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, além do diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Fabiano Bordignon e de comandantes do Exército.

Após a vistoria na unidade nacional, a qual abriga líderes de conhecidos grupos organizados, como o Primeiro Comando da Capital (PCC), Moro elogiou a estrutura montada no local, após sinalizações de tentativa de fuga de criminosos de alta periculosidade. “Presídios federais desde 2006 sem celulares, sem rebeliões e sem fugas”, postou ele no Twitter.

Durante a mesma inspeção, o ministro autorizou a prorrogação da permanência da Força Nacional de Segurança Pública por mais seis meses fazendo o policiamento de guarda e segurança na área interna da Penitenciária Federal de Brasília. A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (27/02/2020).

Veja registros:

0

Confira também a postagem do ministro no Instagram:

Últimas notícias