*
 

Em meio à maior crise hídrica da história, Brasília abre espaço, a partir do próximo domingo (18/3), para as discussões do Fórum Mundial da Água. O GDF estima receber cerca de 40 mil pessoas durante os sete dias de evento, que vai custar R$ 25 milhões.

Em coletiva à imprensa nesta quarta-feira (14/3), o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) e o diretor da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa), Paulo Salles, disseram que o valor começou a ser investido há três anos, desde que Brasília foi escolhida para sediar a oitava edição do fórum.

Segundo o GDF, o montante virá do fundo da Adasa e também de outras fontes de recursos, como vendas de stands e patrocínios. Até o momento, 12,9 mil pessoas se cadastraram para participar do encontro. Do total, 52% são brasileiros — sendo que 34% moradores do DF –, e 47% são representantes de 150 países (6 mil pessoas).

De acordo com Rollemberg, o evento deve deixar um legado para a população de Brasília. O governador reafirmou que, com reservatórios acima da capacidade média prevista — 63,5% no Descoberto e 45,2% em Santa Maria — e o encerramento de obras em Corumbá IV, o racionamento vai acabar em 2018. “Não tem data ainda, mas será este ano”, afirmou.

As atividades do fórum ocorrerão no Centro de Convenções Ulysses e no Estádio Nacional Mané Garrincha. A abertura será no Itamaraty, às 9h de segunda (19). Até agora, 10 chefes de Estado já confirmaram presença no encontro.

A área de visitação aberto ao público, chamada Vila Cidadã, é uma novidade do evento, que terá atividades para crianças e adultos. Montada no Mané Garrincha, será palco de exposições, debates, mostras, entre outras atrações. Alunos de escolas públicas do DF visitarão o local para conhecer as inovações sobre o assunto. Ocorrerá também um encontro de parlamentares e juízes de todo o mundo.

Para ter acesso à Vila Cidadã, basta se credenciar gratuitamente. O funcionamento será das 9h às 22h, com entrada até as 21h. As atividades culturais estão previstas para acontecerem a partir das 18h.

Números do fórum

10 chefes de Estado confirmados
40 mil pessoas deverão passar pelos espaços do fórum no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, na Expo e na Vila Cidadã
12.900 inscritos pagantes
52,63% são brasileiros (entre eles, 34,23% são moradores do DF)
47,37% são estrangeiros, oriundos de mais de 150 países
Mais de 300 sessões de debates da programação para os inscritos pagantes
85 expositores na Expo e na feira
Jornalistas credenciados: 1.239 ( sendo 1.113 brasileiros e 126 estrangeiros)
Primeira vez no Hemisfério Sul – edições anteriores: Daegu, Coreia do Sul (2015); Marselha, França (2012); Istambul, Turquia (2009); Cidade do México, México (2006); Kyoto, Japão (2003); Haia, Holanda (2000); e Marrakesh, Marrocos (1997)
Primeira vez aberto à participação popular, com espaço gratuito
Programação gratuita e aberta ao público, de 19 a 23 de março (pré-inscrição em https://goo.gl/forms/T6z8lc4NrWkVmE9B3)