Massa de ar polar derruba a temperatura no país; DF registra 7ºC na madrugada

Inmet prevê baixas temperaturas no DF até domingo (1º/8). Umidade relativa do ar deve variar entre 80% e 20% nesta quinta-feira

atualizado 29/07/2021 8:37

Pontos turísticos, como Torre de TV acabam encobertas.Rafaela Felicciano/Metrópoles

Na madrugada desta quinta-feira (29/7), os termômetros da capital da República chegaram a registrar temperatura mínima de 7ºC, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A medição foi feita na Estação Meteorológica da Ponte Alta, no Gama.

À tarde, os termômetros devem chegar a 27ºC.

O frio sentido pelo brasiliense nas primeiras horas da manhã não foi à toa. De acordo com o meteorologista Olívio Bahia, a nova massa de ar frio, de origem polar, começa a provocar temperaturas mais baixas.

“O predomínio, hoje, é de céu claro. O tempo está mais frio e seco do que ontem, com poucas nuvens e sem previsão de chuva devido ao período de estiagem“, informou.

A seca também castiga os brasilienses. A umidade relativa do ar varia entre 85% e 20%.

Alerta de “perigo”

O Inmet emitiu alerta de perigo para baixas temperaturas em 16 estados e no Distrito Federal.

A explicação para o frio é a presença de uma massa de ar frio polar que chegou ao país nessa quarta-feira (28/7), reduzindo temperaturas nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e até mesmo Norte.

Meteorologistas indicam que o frio será intenso até sábado (31/7). A previsão aponta declínio de temperatura, com queda de 5°C.

Com as temperaturas em baixa, são esperadas chuvas intensas, geadas, temperaturas negativas e registro de neve pelo país.

Serão afetadas pelo frio intenso cidades as seguintes cidades: Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Pará, Tocantins, Bahia, Distrito Federal, Acre, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Cataria e São Paulo.

Veja fotos do frio intenso em Santa Catarina:

0

O alerta de perigo é o segundo mais alto em escala de quatro avisos. Segundo o Inmet, o declínio brusco da temperatura traz riscos à saúde.

Risco à saúde. Temperatura 5°C abaixo da média, por período de três até cinco dias”, destaca o informe de alerta do Inmet.

A agência Climatempo, especializada em meteorologia, indica que esta pode ser a onda de frio mais intensa e duradoura deste ano, com possibilidade de recordes de baixa temperatura.

O inverno rigoroso será predominante nos estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, onde capitais conhecidas pelo calor, como Cuiabá, terão termômetros atípicos, na casa de 13°C. A previsão é que áreas do Sul atinjam temperaturas mínimas entre -6°C e -8°C, na próxima sexta-feira (30/7).

Últimas notícias