Manifestação na Esplanada apoia Bolsonaro e pede fim do lockdown

Integrantes do protesto, que contou com a participação de mais de 200 carros, também pediam o tratamento precoce para a Covid-19

atualizado 28/03/2021 13:43

Gustavo Moreno/Especial Metrópoles

Mais de 200 veículos participaram, neste domingo (28/3), de uma carreata em favor do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). Com pedidos de tratamento precoce contra a Covid-19 e fim do lockdown no Distrito Federal e em diversas cidades do Brasil, os manifestantes rodaram a Esplanada dos Ministérios.

Um trio elétrico puxou os apoiadores do mandatário do país. A carreata ocupou quatro faixas da pista que sai da Rodoviária do Plano em direção ao Congresso Nacional. Alguns acompanharam o protesto de bicicleta ou a pé.

Os carros buzinaram durante todo o percurso. Toda pessoa que assumiu o microfone incitava cada vez mais barulho em apoio a Bolsonaro, além de solicitar o “fim do negacionismo” de governadores e prefeitos que, segundo os manifestantes, estariam ignorando a eficácia de medicamentos contra a Covid-19, como hidroxicloroquina e ivermectina.

0

Apesar disso, diversos organismos nacionais e internacionais não confirmam a informação sugerida pelo chefe do Executivo e por seus apoiadores. A Associação Médica Brasileira (AMB), por exemplo, divulgou um boletim em que desaconselha o uso de remédios sem eficácia contra a Covid-19.

O trio elétrico parou em frente ao Congresso Nacional, onde ficou por 30 minutos. Nesse período, além dos gritos de guerra e dos discursos, os manifestantes rezaram um pai-nosso e entoaram o Hino Nacional.

Após o protesto na Esplanada, uma parte dos manifestantes se dirigiu até a sede da Rede Globo, na Asa Norte.

Cerca de 150 pararam em frente às emissora para protestar contra o que chamam de “produção de fake news”. Gritos de guerra e palavras de ordem foram entoados.

0

 

Últimas notícias