Ibaneis reinaugura MAB após 14 anos fechado: “Lugar maravilhoso”

Museu de Arte de Brasília fica às margens do Lago Paranoá e terá mais de 2 mil obras expostas. Reforma custou R$ 9 milhões

atualizado 21/04/2021 16:50

Reinauguração do Museu de Arte de Brasília (MAB)Rafaela Felicciano/Metrópoles

O Governo do Distrito Federal (GDF) reinaugurou, na manhã desta quarta-feira (21/4), o Museu de Arte de Brasília (MAB), espaço fechado por 14 anos. A reforma foi concluída em janeiro deste ano, mas faltavam detalhes finais, como paisagismo e vistoria do trabalho realizado pela empresa contratada.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) esteve no local e comemorou a entrega do espaço neste dia 21 de abril, aniversário de 61 anos de Brasília.

Veja imagens da reinauguração:

0

“São 2 mil obras que ficam expostas aqui, é uma excelente oportunidade para os artistas da cidade e de todo o Brasil. A estrutura foi totalmente renovada, adequada com acessibilidade e tudo o que se faz necessário dentro dos museus mais modernos do mundo. Então, ganha a cidade nesse aniversário e a população, que tem mais um ponto de visitação, em um lugar maravilhoso, às margens do Lago Paranoá”, destacou.

Na ocasião, Ibaneis também anunciou reformas no Teatro Nacional e no Autódromo de Brasília. “Nós vamos, e espero que ainda neste semestre, começar as obras do Teatro Nacional”, afirmou.

“Estamos trabalhando para licitar o Teatro Nacional ainda neste semestre, para que, no próximo ano, a gente entregue, pelo menos, a Sala Martins Pena […] Vamos reativar também um outro monumento da cidade que está abandonado há vários anos. Por meio de parceria com o BRB e com a Terracap, vamos começar as obras ainda neste semestre do Autódromo”, declarou Ibaneis.

Ainda conforme o chefe do Palácio do Buriti, o Teatro Nacional tem R$ 33 milhões de recursos assegurados para a obra. “Os projetos foram apresentados à Caixa Econômica Federal, e aguardamos a autorização deles para fazer a licitação e iniciar essa obra”, assinalou.

“No caso do Autódromo, existe um contrato assinado entre o BRB e a Stock Car Brasil, e nós teremos uma corrida neste ano. A última corrida do ano será feita aqui no Distrito Federal”, revelou Ibaneis.

Reabertura

O governador Ibaneis decretou, nessa terça-feira (20/4), a reabertura de museus e a realização de exposições de arte no Distrito Federal. Os estabelecimentos e eventos dessa natureza estavam proibidos de funcionar em razão do agravamento da pandemia da Covid-19.

Segundo Bartolomeu Rodrigues, secretário de Cultura do DF, o MAB, assim como outros museus da capital, voltará a receber público nas próximas semanas.

“Nós ainda vamos esperar um tempo, porque os museus precisam cumprir alguns protocolos para a reabertura. O Museu de Arte de Brasília está reinaugurado, mas a previsão é de que ele volte a abrir nas próximas semanas. Vamos abrir todos juntos, porque ainda vão passar por vistoria para a gente poder abrir com segurança para a população”, declarou o secretário.

Reforma do MAB

Em 2007, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) considerou que as instalações eram um risco para o acervo e recomendou o encerramento das atividades no local. Os trabalhos de intervenção do prédio, às margens do Lago Paranoá, começaram em 2017. A previsão inicial era finalizá-los em 2019, mas o prazo acabou adiado para 2021. A empresa Engemil Engenharia executou a obra com custo aproximado de R$ 9 milhões.

As 12 primeiras esculturas do catálogo de mais de 1,3 mil peças chegaram ao DF na última sexta-feira (9/4). Dessas, 11 são de autoria de artistas brasilienses e, juntas, custam R$ 1,5 milhão. Elas estavam guardadas na Residência Oficial de Águas Claras (Roac). Entre as que estão para chegar, há obras assinadas por grandes nomes da produção nacional, como Tarsila do Amaral.

Últimas notícias