Ibaneis quer estimular o agronegócio no Distrito Federal

Governador participa de lançamento de leilão de gados e diz que a capital tem "tradição abandonada" na área

atualizado 24/09/2019 14:45

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, participou, na tarde desta terça-feira (24/09/2019), do lançamento de um leilão de gado, marcado para ocorrer na capital em 2 de outubro. A presença do emedebista se deu de forma particular, mas ele afirmou que a iniciativa é uma boa oportunidade para trazer recursos ao DF. O Brasil é o maior exportador de carne bovina do mundo, e o negócio tende a crescer com o acordo entre o Mercosul e a União Europeia.

“Nós estamos buscando reativar o agronegócio no Distrito Federal. Trazemos para Brasília novamente esses leilões, que esperamos incentivar toda a produção rural no DF”, apontou. Outra iniciativa do governo para estimular o agronegócio é a parceria com o sistema CNA/Senar (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), que deve assumir a Granja do Torto.

Tradição

“Esperamos desenvolver essa que já é uma tradição do DF e que ficou abandonada por 15 anos, em especial após o afastamento do ex-governador Joaquim Roriz”, declarou Ibaneis. O governador descartou a possibilidade da participação do governo em eventos similares. “Acho que tem de continuar na área privada. O governo deve incentivar com o apoio estrutural. Mas nós temos que deixar isso no âmbito da iniciativa privada. O poder público, geralmente, quando faz esse tipo de coisa, faz muito mal”, afirmou.

“Onde os órgãos públicos puderem incentivar — dando financiamento, analisando crédito — nós devemos participar. A parte do governo é dar segurança para os produtores para que estejam em um ambiente de competitividade, colocando recursos privados e investindo em tecnologia”, completou.

Aciole Castelo Branco, organizador do leilão, diz que a capital tem potencial na área. “Notei que Brasília tinha saído do calendário nacional do agronegócio e conversei com amigos pecuaristas do porquê não reerguer a cidade e fazer o evento”, frisou. “Acredito que temos tudo para fazer de Brasília um dos grandes polos do agronegócio nacional.”

Últimas notícias