metropoles.com

General Pafiadache muda diretrizes da Saúde do DF em 1º dia de atuação: “Missão difícil”

O novo secretário de Saúde do DF comandou coletiva de imprensa nesta segunda-feira (30/8) e mostrou novo estilo de atuação da pasta

atualizado

Compartilhar notícia

Arthur Menescal/Especial Metrópoles
General Pafiadache, secretário de saúde do DF
1 de 1 General Pafiadache, secretário de saúde do DF - Foto: Arthur Menescal/Especial Metrópoles

O general do Exército Manoel Luiz Narvaz Pafiadache, 68, começou no cargo de secretário de Saúde do Distrito Federal mostrando mudanças nas ações realizadas pela pasta. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (30/8), ele iniciou o encontro com jornalistas já com alterações. Disse que as entrevistas, a partir de agora, serão somente da Saúde, e não mais do GDF. Assim, o secretário-chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, deixa de comandar os eventos.

Os anúncios oficiais, números, dados sobre Covid-19, UTIs e a respeito da área da saúde em geral foram realizados pelo secretário de Saúde, general Pafiadache, pela secretária adjunta Raquel Bevilaqua, e pelo subsecretário de Vigilância à Saúde do DF, Divino Valero Martins. Eles falaram estritamente de assuntos da pasta. Deram ênfase ao tratamento de pacientes não Covid, transferências para hospitais de campanha e a volta massiva dos atendimentos eletivos, tanto para consultas quanto para cirurgias.

“Estamos identificando onde temos que intervir imediatamente. É um prazer em receber essa missão, uma missão difícil, como são as coisas da saúde. No entanto, estamos imbuídos em fazer as entregas que a saúde do DF necessita”, afirmou.

O general manteve as coletivas para as segundas e quintas-feiras, às 15h, mas mudou também o local onde ocorrem. Os eventos deixam de ser realizados no Palácio do Buriti e passam a ser transmitidos da sede da Secretaria de Saúde. “Vamos conduzir só com integrantes da Saúde, da nossa sede”, ressaltou.

Antes, os eventos eram comandados pelo secretário-chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, com a participação do então chefe da pasta,  Osnei Okumoto . Com a saída de Okumoto, o gerenciamento e repasse das informações caberá apenas à Saúde.

A entrevista à imprensa teve ainda mais dois fatos inéditos: começou no horário certo e teve limite de perguntas.

Quem é o secretário

Pafiadache iniciou sua carreira em 1973, na Academia Militar das Agulhas Negras, sediada em Resende, Rio de Janeiro. Formou-se em 1976.

Em 48 anos de carreira, o novo secretário de Saúde do DF já passou pela Presidência da República, como chefe da Segurança de Fernando Henrique Cardoso, de 2000 a 2002. Ele também foi assistente do conselheiro militar da Missão Permanente do Brasil junto à ONU e organismos internacionais, em Genebra, na Suíça (2003 a 2004).

No Distrito Federal, foi diretor administrativo do Instituto Hospital de Base do DF, no período de agosto de 2018 a setembro de 2019. Até o convite para assumir a pasta da Saúde, atuava como superintendente executivo do Instituto de Cardiologia do DF (ICDF).

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?

Notificações