Funcionários da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) suspenderam a greve prevista para começar nesta quinta-feira (16/05/2019). Os profissionais aprovaram na tarde desta quarta-feira (15/05/2019) a suspensão da paralisação, a manutenção do estado de assembleia permanente – na qual podem chamar um novo encontro da categoria a qualquer momento – e a realização de uma nova reunião no dia 30.

Diretor do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgotos do Distrito Federal (Sindágua-DF), Igor Pontes explicou ao Metrópoles que a decisão foi motivada por uma audiência de conciliação com a empresa pública mediada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10). O encontro ocorrerá às 17h30 desta quarta, segundo a assessoria da Corte.

“Para demonstrar boa fé na negociação coletiva e respeito com população, a categoria aprovou a suspensão da greve que começaria amanhã”, assinalou o sindicalista. A Caesb teria encaminhado uma proposta trabalhista na época da data-base dos servidores, mas voltado atrás depois de o Sindágua ter aceitado o documento.

Pontes informou que a categoria reivindica a manutenção do acordo coletivo em vigor, sem pedido de reajuste salarial, de forma que as remunerações ficariam congeladas pelos próximos dois anos. “Agora, a Caesb quer fazer redução, inclusive retirando direitos e incluindo a possibilidade demissão sem justa causa”, reclamou o sindicalista.

Por meio de nota, a companhia disse que está aberta ao diálogo. “E aguarda o resultado das reuniões entre a comissão de negociação e a categoria, para chegar ao consenso sobre o novo Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).”